Entenda a polêmica por trás de Maruta, novo vilão do mangá de My Hero Academia

Fãs alegaram que o nome tem uma ligação com um episódio histórico do Japão

Tayná Garcia Publicado por Tayná Garcia
Entenda a polêmica por trás de Maruta, novo vilão do mangá de My Hero Academia

O mangá de My Hero Academia acaba de se envolver em uma polêmica depois da edição #259 chegar às bancas japonesas na semana passada.

O capítulo apresentou um novo personagem que, à primeira vista, é apenas o administrador de um grande hospital — mas as aparências enganam. Na verdade, ele é afiliado da Liga dos Vilões e segue à risca os desejos de All For One.

A polêmica envolve o nome do vilão, escolhido pelo autor Kohei Horikoshi, que é: Maruta.

my hero academia maruta
A introdução de Maruta na edição #259 (Imagem: Weekly Shonen Jump)

“Maruta” (丸太) traduzido literalmente seria algo como “tora de madeira”. Entretanto, durante a Segunda Guerra Mundial, foi um termo usado para se referir às vítimas de experimentos bioquímicos realizados pelo Japão.

Muitos inimigos e até civis chineses eram levados pelos soldados japoneses até um lugar isolado, conhecido como Unidade 731. Lá, eles eram torturados através de experimentos químicos e eram mortos, tendo seus corpos incinerados em seguida. Não há informações precisas de quantas vítimas foram mortas dessa maneira, mas as estimativas sempre são de milhares de pessoas. O experimento é considerado um dos piores crimes de guerra cometidos pelo Japão.

Não é segredo que os nomes dos personagens de MHA têm um significado por trás e, como os kanjis usados para formar o nome do vilão são os mesmos das vítimas dos experimentos, muitos fãs do mangá se revoltaram e questionaram a escolha do autor, alegando ter sido uma decisão infeliz e de mau gosto.

Não demorou muito para a Shueisha – editora da revista Shonen Jump, na qual o mangá é publicado – se manifestar com um comunicado, que pode ser lido no tweet logo abaixo.

A editora justificou que o autor não tinha a intenção de fazer referência às vítimas do experimento e que, para consertar o erro, o nome seria alterado antes da versão encadernada ser lançada.

“[COMUNICADO]: 10ª edição da revista Weekly Shonen Jump (lançada no dia 3 de fevereiro). Os fãs apontaram que o nome “Maruta Shiga” de My Hero Academia é uma referência a “acontecimentos históricos passados”. O autor e a editora não tiveram essa intenção. No entanto, relacionar a obra com fatos históricos não-relacionados não é o nosso objetivo. Portanto, depois de consultar o autor, decidimos mudar o nome do personagem.”

O autor ainda reforçou em sua conta pessoal do Twitter que não foi uma escolha proposital. Veja:

“Muitos acreditam que o nome Maruta, que apareceu na edição [do mangá de MHA] desta semana, é uma referência a um evento histórico. Mas eu não tive essa intenção. Levamos as opiniões dos fãs muito a sério, então substituiremos o nome no futuro.”

O anime de My Hero Academia está em sua quarta temporada e é exibido pelo Crunchyroll. Já o mangá é publicado pela JBC no Brasil.