O Senhor dos Anéis | Tradutor explica o uso da palavra “anãos” nas novas edições nacionais

Escolha imita decisão estilística de Tolkien

Cesar Gaglioni Publicado por Cesar Gaglioni
O Senhor dos Anéis | Tradutor explica o uso da palavra

Além da mudança de “orcs” para “orques”, a nova tradução brasileira de O Senhor dos Anéis também trará uma outra mudança: a palavra “anãos”, usada como o plural de “anão”.

Em entrevista ao canal Tolkien Talk, Ronald Kyrmse, que faz parte do Conselho de Tradução montado pela HarperCollins, explicou que, originalmente, J.R.R. Tolkien optou por usar a palavra “dwarves” como o plural de “dwarf“, mesmo com a palavra “dwarfes” ser o plural tradicionalmente usado para se referir a mais de um anão. Ele conta que o autor possivelmente optou por usar o plural “errado” em O Hobbit para que os leitores não confundissem o povo antigo de Thorin e cia. com humanos portadores de nanismo. Trazendo para o português essa escolha estilística do escritor, optou-se por “anãos”.

Kyrmse também conta que, em certos momentos, o leitor vai se deparar com o termo “ananos”, que é um plural arcaico em português para a palavra “anão”, mas que esse será somente utilizado quando Tolkien, no original, optou pelo termo “dwarrows“, um substantivo do inglês arcaico para se referir a mais de um anão.

A editora HarperCollins já lançou, até o momento, a biografia oficial de Tolkien escrita por Humphrey Carpenter; o livro J.R.R. Tolkien e C.S. Lewis: O Dom da Amizade, de Colin Duriez e A Queda de Gondolin, compilado de várias versões dessa história escrita por Tolkien e editada por seu filho, Christopher. Em novembro, chega às lojas Beren e Lúthien. Já em 2019, acontece o lançamento de O Silmarillion, O Hobbit e O Senhor dos Anéis — a trilogia terá tradução de Ronald Kyrmse, o maior especialista brasileiro da obra do autor.