Jujutsu Kaisen 0 | Crítica

Com ritmo acelerado, o filme é um prelúdio que aprofunda o universo da franquia e empolga pelo que está por vir no anime original

Tayná Garcia Publicado por Tayná Garcia
Jujutsu Kaisen 0 | Crítica

É bem comum que animes populares ganhem filmes derivados ao longo das temporadas, que normalmente apresentam histórias paralelas e servem como complementos.

No entanto, Jujutsu Kaisen 0 é aquele tipo de derivado praticamente essencial ao anime original, Jujutsu Kaisen. Isso porque, ao invés de apenas expandir, a obra aprofunda o universo da franquia e seus conceitos.

O filme animado é baseado no mangá derivado de mesmo nome, também escrito por Gege Akutami. A história se passa alguns anos antes dos acontecimentos de Jujutsu Kaisen e mostra um personagem inédito, Yuta Okkotsu.

Ele é um jovem estudante que, por conta de uma tragédia em seu passado com uma amiga de infância, é assombrado por uma maldição que o protege de perigos. Então Yuta conhece Satoru Gojo, que o faz ingressar na escola de Jujutsu para entender a origem da maldição – e como se livrar dela.

Apesar de servir como um prelúdio para a obra original, Jujutsu Kaisen 0 não é uma boa porta de entrada para novos fãs. O longa até oferece explicações sobre conceitos básicos da franquia logo no início, mas isso serve mais como uma forma de relembrar, do que de introduzir. Assim, a obra parte do pressuposto de que o espectador já está familiarizado com os personagens e o contexto geral do universo.

Yuta tem muitas semelhanças com Itadori, protagonista de Jujutsu Kaisen, o que adiciona um toque muito familiar ao personagem

Os traços do visual e a qualidade das animações são similares aos do anime original, uma vez que o estúdio MAPPA também foi responsável pelo filme. As lutas não são impressionantes visualmente, mas são dinâmicas, muito bem animadas e não perdem a chance de incluir uma dose de sangue e gore. A aparência das maldições segue um estilo visual mais diferenciado, com tons escuros, que contrastam com os cenários e os personagens com cores mais vibrantes.

A similaridade com Jujutsu Kaisen também aparece no tom maduro da história e nos momentos de alívio cômico, com várias cenas que arrancam risadas sinceras do espectador.

O protagonista Yuta é um personagem que havia sido apenas mencionado anteriormente, então o filme teve a tarefa de introduzi-lo em pouco tempo. Mas o desenvolvimento da relação entre Yuta e a “assombração” que o persegue é um dos pontos fortes da trama, pois aprofunda os conceitos envolvendo as maldições (como elas surgem, agem e podem ser usadas, por exemplo).

Também há a presença de muitos rostos conhecidos, como Maki, Panda, Toge e Gojo. Mas, curiosamente, o destaque fica para o vilão Suguru Geto. Jujutsu Kaisen 0 revela mais sobre o passado do personagem, como suas motivações, desejos, medos e até ligações com outros feiticeiros.

Panda, Maki e Toge aparecem em peso no filme, ganhando profundidade (e mais espaço no coração dos fãs)

A trama, de forma geral, é bem construída e consegue estabelecer momentos de tensão e mistério, apesar dos espectadores já terem uma ideia de como o arco termina, por se passar alguns anos atrás dos acontecimentos do anime.

No entanto, tudo isso é feito em um ritmo acelerado (em alguns momentos, até demais), por causa do formato em filme. Yuta é um personagem que, logo de cara, mostra que tem importância dentro do universo da franquia. Mas a sensação que fica é que gostaríamos de vê-lo mais antes do clímax da história, passando a impressão de que conhecemos apenas o lado trágico do passado do personagem.

Não é algo que estraga a experiência como um todo, só deixa um gosto levemente agridoce de “queria mais”.

A maldição que assombra Yuta é um dos elementos mais importantes do filme, oferecendo mais informações sobre o ocultismo deste universo

Jujutsu Kaisen 0 é um capítulo importante e obrigatório para os fãs da franquia, uma vez que aprofunda o universo e explora os personagens de uma forma que vai além do que havia sido apresentado até então.

Além disso, o filme também oferece pistas e empolga (e muito!) qualquer espectador pelo que está por vir no anime original. A notícia ruim é que, infelizmente, ainda teremos que esperar mais um ano para isso.


Jujutsu Kaisen 0 está em cartaz nos cinemas brasileiros.

div-ad-vpaid-1
div-ad-sidebar-1
div-ad-sidebar-halfpage-1