Tudo que sabemos sobre o Disney+ até agora

Muitas séries e novidades!

João Abbade Publicado por João Abbade
Tudo que sabemos sobre o Disney+ até agora

Há alguns meses, a Disney vem preparando o terreno para lançar seu próprio serviço de streaming. A intenção é aproveitar-se do vasto catálogo de filmes e séries que o estúdio (e agora também a Fox) detém. Reunimos aqui as principais informações já divulgadas sobre esse vindouro serviço de entretenimento.

Previsão de lançamento

O Disney+ será lançado nos Estados Unidos em 12 de novembro de 2019. No Brasil, o serviço está planejado para ser lançado apenas no final de 2020, sem uma data precisa ou preço em reais anunciado.

O lançamento do Disney+ pelo mundo vai durar dois anos, chegando primeiro nos EUA e Europa
O lançamento do Disney+ pelo mundo vai durar dois anos, chegando primeiro nos EUA e Europa

Seguindo um modelo similar à da Netflix, o Disney+ contará com uma assinatura que concede acesso total sem anúncios. Todo o conteúdo da plataforma poderá ser baixado para assistir offline, sem nenhum tipo de limite, enquanto eles forem assinantes.

Preço da assinatura

No evento feito especialmente para acionistas, o presidente da Disney, Bob Iger, anunciou que a plataforma terá uma assinatura mensal de US$ 6,99 (aproximadamente R$ 27 em conversão direta) e outra anual de US$ 69,99 (aproximadamente R$ 270 em conversão direta).

O preço da assinatura do Disney+ é menor do que a maioria dos serviços de streaming concorrentes nos Estados Unidos. Por lá, a assinatura em HD da Netflix custa US$ 12,99 por mês; o HBO Go por US$ 14,99; o Amazon Prime Video é US$ 12,99; e o Hulu, que é da própria Disney, sai por US$5,99.

O preço brasileiro ainda não foi revelado.

Interface do Disney+

No evento para acionistas, a Disney também demonstrou a interface da sua plataforma de streaming, que funcionará com cinco áreas distintas: DisneyPixarMarvelStar Wars e National Geographic.

Veja imagens:

Orçamento das produções

A Disney quer concorrer de igual para igual contra os gigantes no mundo do streaming e não pensa em poupar recursos para isso. Já existem diversas produções planejadas e o orçamento de algumas delas é farto. De acordo com uma reportagem do The New York Times, o carro-chefe da plataforma no seu lançamento será a série de Star Wars feita por Jon Favreau, o diretor de Homem de Ferro e Mogli. O seriado chamado The Mandalorian terá 10 episódios, com um montante investido de US$ 100 milhões por temporada.

Esse investimento fará da série de Star Wars uma das mais caras atualmente na televisão. O custo está em um mesmo patamar orçamentário de Game of Thrones.

Além da Galáxia Tão Tão Distante, a Disney pretende trazer diversos outros produtos reconhecidos dos fãs da cultura pop, como Monstros S.A. e High School Musical. Essas séries também terão orçamentos robustos, com um valores que giram em torno de US$ 25 milhões até US$ 35 milhões por temporada.

Catálogo do Disney+

Não são poucos os filmes e séries já planejados para este vindouro serviço. Os mais importantes são a série de Star Wars, um remake de A Dama e o Vagabundo e um spin-off de Monstros S.A. Entre os filmes antigos confirmados para o debute do serviço estão todas as produção da Pixar (incluindo curtas), a saga Star Wars até Rogue One (os outros filmes serão adicionados em 2020), cinco mil episódios de seriados do Disney Channel e mais de 250 horas de conteúdo do National Geographic. Além de tudo isso, todos os próximos filmes da empresa que saírem em home-video vão entrar para o catálogo do Disney+ — isso incluí Capitã Marvel e Rei Leão, por exemplo.

Outra força para o serviço será Os Simpsons, que terá uma exclusividade com o Disney+. A série ainda vai passar em primeira mão no canal de TV da Fox, mas, em serviços de streaming, será exclusiva do Disney+

Além dessas potências, a Disney também anunciou filmes de menor porte. Listamos abaixo uma série de produtos que estão sendo planejadas.

  • The Mandalorian, série de Star Wars centrada nos mandalorianos e comandada por Jon Favreau
  • Star Wars: The Clone Wars
  • Monsters at Work, uma continuação de Monstros S.A.
  • High School Musical: The Musical: The Series
  • Os Muppets
  • Falcão & Soldado Invernal, com Anthony Mackie e Sebastian Stan reprisando seus papéis da Marvel
  • WandaVision, com Elizabeth Olsen como Wanda Maximoff e Paul Bettany como Jarvis
  • Marvel’s What If, série que imagina cenários hipotéticos como “E se a Peggy Carter tivesse tomado o soro do supersoldado no lugar de Steve Rodgers?”
  • Mighty Ducks
  • Into the Unknown: Making Frozen 2, um documentário sobre a produção da continuação de Frozen
  • Forky Asks a Question, minissérie animada com o personagem Garfinho de Toy Story 4
  • The World According to Jeff Goldblum, uma docussérie onde Jeff Goldblum mostra coincidências bizarras do mundo e coisas da ciência que o fascinam
  • Magic of the Animal Kingdom, um documentário sobre os animais dos parques da Disney
  • The Phineas and Ferb Movie, filme animado a volta da animação clássica

E também dos filmes que estão em pré-produção

  • Remake de Peter Pan
  • Remake de A Dama e o Vagabundo
  • Remake de A Espada Era a Lei
  • Timmy Failure – um filme original do diretor Tom McCarthy (Spotlight), que custará US$ 45 milhões
  • Togo – um filme original de Natal com Anna Kendrick (A Escolha Perfeita) protagonizando
  • Remake de Três Solteirões e um Bebê
  • The Paper Magician – um filme baseado no romance de Charlie N. Holmberg sobre uma escola de magia
  • Stargirl – um filme baseado em um romance infantojuvenil
  • Don Quixote – um filme baseado no clássico de Cervantes que será escrito e dirigido por Billy Ray (Capitão Phillips)
  • Father of the Bride
  • Remake de Querida, Encolhi as Crianças
  • Série de Com Amor, Simon
  • Série do Gavião Arqueiro

Publicação atualizada em 12/04/2019, 15h23.