A Turma da Mônica já tinha versão live-action, você só não lembrava

Dois filmes live-action foram produzidos nas décadas de 70 e 80

Cesar Gaglioni Publicado por Cesar Gaglioni
A Turma da Mônica já tinha versão live-action, você só não lembrava

Nessa quarta-feira (28), foi lançado o primeiro teaser de Turma da Mônica: Laços, filme que vai adaptar a graphic novel de mesmo nome lançada pelos irmãos Vitor e Lu Cafaggi em 2013.  Apesar disso, Laços não é o primeiro live-action da Turma da Mônica. O lance é: você só não lembra deles.

Saca só: lá pelo começo da década de 1960, os personagens criados por Mauricio de Sousa fizeram aparições rápidas na TV, e, em 1976, a Mauricio de Sousa Produções começou a lançar animações com histórias inteiras com a turminha. O sucesso foi tão grande, que, em 1978, a MSP decidiu lançar o primeiro live-action com os personagens: Mônica e Cebolinha – No Mundo de Romeu e Julieta.

A história tinha surgido um ano antes nos teatros. Tentando expandir seus horizontes, a MSP decidiu filmar uma das peças, numa apresentação em Ouro Preto, e lançá-la como um especial de Dia das Crianças da Rede Bandeirantes de Televisão. A trama é uma versão do clássico de William Shakespeare, mas traz diversas adaptações para se adequar à linguagem do público infantil — afinal, as crianças ficariam completamente traumatizadas caso o final da obra original fosse mantido, né?

Na época, a peça foi um sucesso, com cerca de 12 mil espectadores por mês. Em 2013, a empresa decidiu resgatar a obra, e lançou uma nova temporada da apresentação, que durou oito meses e levou cerca de 70 mil pessoas ao teatro. Em 2016, uma nova montagem foi feita, dessa vez no Rio de Janeiro, onde 21 mil pessoas assistiram às 25 sessões. Neste ano, a MSP estreou mais uma leva de espetáculos, ficando em cartaz por um mês e meio no Teatro Opus, em São Paulo.

Mônica e Cebolinha no Mundo de Romeu e Julieta se tornou tão querida pelos fãs que, posteriormente, foi referenciada em Turma da Mônica Jovem e em Turma da Mônica – Lições, segunda graphic novel dos irmãos Cafaggi.

Onze anos depois do lançamento do especial, a MSP lança diretamente para VHS, em 1989, o filme A Rádio do Chico Bento:

Nele, Chico Bento era o apresentador de um programa de rádio, e convida Mônica, Cebolinha, Magali e Cascão para serem seus entrevistados. No meio de tudo isso, a Turminha contava histórias e imaginava situações, como por exemplo, o momento em que o Cebolinha virou punk e foi atazanar Mauricio de Sousa em seu estúdio:

Mais punk que os Ramones!

Além disso, A Rádio do Chico Bento trazia alguns momentos musicais, como a cena em que Cascão canta “Eu Digo Tchau”, uma paródia de “Twist and Shout”, dos Beatles:

Os dubladores clássicos da animação participaram do filme: Marli Borboletto (Mônica), Angélica Santos (Cebolinha), Elza Gonçalves (Magali), Paulo Cavalcante (Cascão) e Dirceu Oliveira (Chico Bento).

Antes do começo da produção de Laços, essas eram as duas únicas obras live-action da Turma da Mônica. Ao rever essas pérolas da cultura pop nacional, a gente passa a respirar mais aliviado com as mudanças feitas para o novo filme!

Atualmente, a MSP produz diversos produtos com a Turma da Mônica. Além dos gibis mensais, a empresa produz as graphics MSP, livros ilustrados, animações e até mesmo podcasts.

Mais notícias