Vingadores: Ultimato pode ter Professor Hulk; saiba quem é essa versão do herói

Nova imagem gerou especulações sobre um Hulk inteligente no filme

João Abbade Publicado por João Abbade
Vingadores: Ultimato pode ter Professor Hulk; saiba quem é essa versão do herói

Uma nova imagem de Vingadores: Ultimato foi a centelha para várias novas teorias surgirem e reforçarem outras, como a de viagem no tempo. Uma das maiores especulações com a imagem alega que o Hulk deixará a tradicional personalidade infantil, que não pensa e apenas segue desejos, para ser um ser inteligente e ponderado.

Nos cinemas, desde 2003 o Hulk é sempre imparável e nervoso. Em todas as fotos e trechos do filme, o Gigante mantém feições agressivas, com dentes a mostra, mandíbula tensionada e olhos esbugalhados. Até mesmo em Thor: Ragnarok, que ele está mais relaxado, ele tem um olhar incomodado e descontente. Veja:

Nas fotos e artes de Vingadores: Ultimato isso é muito diferente. Na primeira aparição oficial da forma monstruosa, o Gigante parece estar estar calmo e concentrado. Além disso, as feições de Mark Ruffalo, o ator que interpreta o personagem, estão muito mais presentes (veja abaixo).

Nessa arte promocional, o Gigante Esmeralda veste um collant e mantém um olhar sempre calmo e direcionado para baixo. Ele parece estar em uma posição de descanso, não está furioso, atacando ou pronto para o combate. Está apenas parado e, aparentemente, tranquilo. Dá até pra ver uma mecha de cabelos brancos na lateral do couro cabeludo.

Tudo isso fez com que fãs especulassem que o Hulk em Vingadores: Ultimato será inteligente. Dessa maneira, o Doutor Banner teria total controle das suas ações mesmo transformado nesse grande monstro. Alguns fãs até teorizaram que a versão será inspirada pelo Professor Hulk dos quadrinhos (falaremos mais dessa versão adiante).

A origem do Hulk e as mudanças possíveis

Dr. Jekyll and Mr. Hyde (filme de 1931)
Dr. Jekyll e Mr. Hyde (filme de 1931)

A criação do primeiro Hulk de Jack Kirby está diretamente ligada com O Médico e o Monstro: Jekyll e Hyde, uma história clássica escrita Robert Louis Stevenson, que gerou inúmeros personagens icônicos — incluindo o Gigante Esmeralda e até o Batman.

O romance gótico é uma obra secular que revolucionou a forma como múltiplas personalidades são mostradas na ficção e fantasia. No final do livro de 1886 (spoiler!), temos a revelação de que Jekyll (o médico) e Hyde (o monstro) são duas versões da mesma pessoa. Tudo se tratava de um experimento para tentar separar o lado bom e os impulsos sombrios de uma personalidade multifacetada.

O protagonista usa dessa separação dos seus alter egos e chega a fazer determinadas ações que ele não faria se fosse um só. A figura do monstro, que toma controle daquele corpo durante a noite, espanca e assassina pessoas — algo que um médico respeitado pela sociedade jamais faria. Ao fim da história, o doutor perde o controle desta divisão de personalidade e se torna um monstro o tempo todo.

A origem do Hulk é uma remodelagem dessa clássica história com uma pitadinha de Frankenstein para complementar. Bruce Banner é a figura respeitada que jamais cometeria atrocidades, enquanto o próprio Gigante se torna o monstro que destrói tudo e causa o caos por onde passa. Na primeira versão, inclusive, o Hulk só se transformava durante a noite — assim como o Sr. Hyde.

Da mesma forma que em “O Médico e o Monstro”, as personalidades de Hulk e Banner não se comunicam e, às vezes, nem sabem que coexistem dentro do mesmo corpo. Na fase de Steve Ditko na revista do herói, ele inclusive falava em terceira pessoa (“Hulk esmaga!”) — algo que está presente nos filmes e mostra como Banner e o Gigante são pessoas diferentes.

Com a evolução do personagem, os roteiristas cansaram de manter herói apenas como um Titã infantil e incontrolável e começaram a flertar com a ideia das personalidades múltiplas. Existem inúmeros Hulks conscientes e inteligentes nos quadrinhos, como o Hulk Vermelho, o Hulk Cinza, o Doc Green, a She-Hulk e vários outros.

Nos quadrinhos temos as mais variadas iterações, até um que começa a usar ternos e abre um cassino em Las Vegas, mas a versão inteligente que pode influenciar Vingadores: Ultimato é mesmo o Professor Hulk.

Afinal, quem é o Professor Hulk?

No arco do “Merged Hulk”, várias versões do Gigante estavam entrando em guerra para decidir qual deles tomaria conta do corpo de Bruce Banner. Na edição #377 de O Incrível Hulk, um amigo de Banner ajuda o cientista a confrontar suas emoções com uma terapia experimental. Nesse processo, o cientista tem que relembrar seu passado e tentar apaziguar seus sentimentos em relação ao assassinato de sua mãe.

Essa terapia faz com que três encarnações do Hulk se fundam para curar Banner e criar uma versão idealizada do Gigante Esmeralda. Com isso, o próprio Banner passou a mandar no Hulk e fazer experimentos ainda como o Gigante — sendo capaz até de vestir roupas e empunhar armas.

Apesar de vários indícios, nunca dá pra ter certeza do que o marketing dos filmes de fato significa para o Universo Marvel. Não foram poucas as vezes que fotos promocionais mostraram elementos que não apareceram nos cinemas.

No próprio Vingadores: Guerra Infinita, o Hulk era um grande destaque dos pôsteres e trailers, mas, quando o filme chegou, o Gigante nem apareceu depois do prólogo. Teremos que esperar até abril para saber se a Marvel está dando pistas falsas para evitar que a trama vaze ou se, finalmente, teremos um Hulk inteligente.


Vingadores: Ultimato continua a trama encerrada em Vingadores: Guerra Infinita, com os Maiores Heróis da Terra buscando uma forma de derrotar Thanos (Josh Brolin), que, munido das Joias do Infinito, se tornou um ser com poderes praticamente ilimitados, destruindo metade do Universo.

Vingadores: Ultimato estreia em 25 de abril de 2019.