The Boys se esforça para segurar a barra do Herogasm com sétimo episódio revelador

Penúltimo capítulo da temporada já chegou ao Amazon Prime Video

Gabriel Avila Publicado por Gabriel Avila
The Boys se esforça para segurar a barra do Herogasm com sétimo episódio revelador

Foram anos de promessa e expectativa até The Boys finalmente mostrar o Herogasm. A tal Supersuruba se mostrou digna de todo o falatório não por ser explícita e chocante, mas sim por chacoalhar o status-quo de todos os personagens e promover alguns dos momentos mais aguardados da terceira temporada e da série como um todo.

E justamente por ser tão satisfatório, o Herogasm deixou para os capítulos seguintes a difícil missão de manter o nível alto. Lançado nesta sexta-feira (1º), o sétimo episódio atinge o objetivo de segurar a barra com a acertada decisão de desacelerar o ritmo e apostar em surpresas.

[A partir daqui spoilers do sétimo episódio da terceira temporada de The Boys]

Sanduichado entre o comentado Herogasm e o final da temporada, o sétimo capítulo poderia ser marcado por calmaria. Porém, ao invés de deixar seus personagens e o público recuperar o fôlego, o capítulo decide colocar suas peças no lugar para um final grandioso. As primeiras a serem colocadas no tabuleiro foram Billy Bruto (Karl Urban), Hughie (Jack Quaid) e Soldier Boy (Jensen Ackles).

Depois de trocar porrada com o Capitão Pátria (Antony Starr) e quase matá-lo, o trio segue em busca de membros do Revanche para que o soldado possa se vingar. O alvo escolhido por eles foi o telepata Turbo-Mente (Ryan Blakely), que usa seus poderes para colocar Bruto em um pesadelo eterno que não teria fim até que ele morresse.

Dentro da própria cabeça, Billy é obrigado a reassistir a própria juventude. É dessa forma que a série mostra a origem de Bruto como um garoto que tentava proteger a si mesmo e ao irmão caçula Lenny dos abusos do pai. Essa etapa, que já havia sido abordada na segunda temporada, expõe os erros e falhas do protagonista e explica suas ações no presente.

Se hoje ele se vê como um monstro ao ponto de achar que merece o castigo que acompanha o uso do Composto V temporário, muito se deve à culpa de ter deixado o irmão para trás. Em uma das cenas mais impactantes da temporada, abrilhantada pela comovente atuação de Karl Urban, ele conversa com o caçula uma última vez antes antes que o jovem tire a própria vida.

Karl Urban como Billy Bruto em The Boys
Billy Bruto revivendo seu passado doloro

Antes de fazê-lo, a alucinação de Lenny joga na cara de Billy que todos os que ele ama são trazidos para a espiral de loucura e só escapam mortos. Um presságio sombrio sobre o destino de Hughie ou o freio que Bruto precisava antes de estragar a própria vida? Só o tempo dirá.

Enquanto isso, no mundo real, Hughie começa a se dar conta do que andou fazendo. Além de descobrir que o passado heróico de Soldier Boy foi mais uma mentira fabricada pela Vought, ele finalmente enxerga o perigo em confiar cegamente em um cara “radioativo, altamente traumatizado e fortemente automedicado”. Esse é o estalo que faltava para ele finalmente rejeitar a jornada de se tornar um monstro, o que vinha fazendo desde que tomou Composto V temporário pela primeira vez.

Hughie e Soldier Boy em The Boys
Hughie bate de frente com Soldier Boy

É a rejeição de se tornar um ser poderoso e problemático como Soldier Boy que leva o garoto a tentar um acordo com o Turbo-Mente. O jovem promete usar seus dons de teletransporte para esconder o telepata, caso ele aceite libertar Bruto do pesadelo. O ex-Revanche aceita, mas depois de acordar Billy acaba pego pelo Soldier Boy.

Em seus momentos finais, ele diz algo ao antigo companheiro que surta e esmaga seu crânio com o escudo. O motivo foi uma informação que só é revelada ao público nos minutos finais do capítulo e é surpreendente ao ponto de quase justificar o descontrole de Soldier Boy.

Contagem-regressiva para a guerra

Enquanto isso, o restante dos Rapazes se prepara para impedir Billy Bruto e o Soldier Boy. Depois de se livrar da Pequena Nina, Francês (Tomer Capone) e Kimiko (Karen Fukuhara) se juntam à Leitinho da Mamãe (Laz Alonso) e Luz-Estrela (Erin Moriarty) para pensar em formas de interromper essa loucura e, com sorte, salvar Hughie.

Francês e Leitinho descobrem a substância capaz de nocautear o Soldier Boy, um avanço e tanto considerando que ele havia tragado a fumaça de uma granada anestésica durante o Herogasm. Enquanto isso, Kimiko pede para que Luz-Estrela roube Composto V definitivo porque quer os poderes de volta. Ela explica que finalmente entendeu que não é a substância que a torna um monstro e afirma que quer ter poderes para usá-los para o bem, especialmente para salvar os que ama.

Kimiko e Francês em The Boys
Kimiko explica ao Francês que quer os poderes de volta para protegê-lo

Acatando o pedido da amiga, Luz-Estrela volta à Vought para roubar a substância. Nesse momento ela tem o primeiro encontro com o Capitão Pátria desde a live que fez expondo os podres da empresa e do super. Ao ser ameaçada, ela abre outra apresentação ao vivo e mostra ao público o tipo de coisa que ele diz quando acredita que ninguém está ouvindo.

Capitão Pátria e a máquina de mentiras

O episódio do Herogasm chegou ao fim com um enorme gancho em que a Luz-Estrela revela ao público a verdade sobre o retorno de Soldier Boy, dizendo que tanto Vought quanto Capitão Pátria sabiam e mentiram para o público. Porém, ao invés de fazer com que os poderosos paguem, o desenrolar da situação causa pouco problema aos denunciados.

Tanto a empresa, quanto o super, usam sua influência para a público e negar todas as acusações. Ao invés de oferecer provas de sua inocência, eles tentam reverter a situação ao espalhar mentiras sobre a Luz-Estrela estar envolvida em tráfico infantil.

É assim que The Boys volta a fazer comentários sociais nada sutis. Didaticamente, a série mostra como ocorrem disputas de narrativa na era da pós-verdade – nome dado à situação em que as pessoas estão mais propensas a aceitar um argumento baseado em suas próprias emoções e crenças do que nos fatos. Não é acaso que o Capitão Pátria use a mesma estratégia de políticos do mundo real, que tentam despistar a culpa que carregam falando absurdos e criando distrações.

Antony Starr como Capitão Pátria em The Boys
Capitão Pátria surta durante discurso em que espalha mentiras sobre a Luz-Estrela

Uma crítica que fica ainda mais clara no enredo do Leitinho da Mamãe, cuja filha tem um padrasto que acredita e apoia o Capitão Pátria. Por mais periférica, a participação de Todd é fundamental para ilustrar como é fácil manipular pessoas, já que ele foi seduzido pelo discurso do super lá nos primeiros episódios para chegar no sétimo acreditando em absurdos e os defendendo. Tudo sob a ingênua ótica de estarem lutando contra inimigos imaginários.

O paradeiro de Black Noir e a verdade sobre Soldier Boy

O sétimo capítulo finalmente mostrou onde diabos o Black Noir (Nathan Mitchell) se meteu depois de dar no pé ao descobrir que o Soldier Boy estava de volta. Em pânico, ele fugiu para um restaurante abandonado onde pôde pensar na situação atual com a ajuda de amigos imaginários.

Os tais amigos são desenhos animados, mais um dos flertes de The Boys com outros gêneros. Depois de dar um número musical para Kimiko e Francês, agora eles usam bichinhos em animação para mostrar o que se passa na cabeça do vigilante. São os animaizinhos que colocam a peça final no quebra-cabeças sobre o que aconteceu ao Soldier Boy.

Os bichos fazem um teatro em que se fantasiam de Revanche e mostram como o super interpretado por Jensen Ackles era um babaca de marca maior. Além de difamar o Black Noir para impedir que ele protagonizasse Um Tira da Pesada (1984), ele reage com violência extrema ao ser confrontado.

Black Noir em The Boys
Black Noir se reúne com amigos imaginários

Aproveitando o ódio que toda a equipe nutria por ele, Stan Edgar (Giancarlo Esposito) oferece ao Noir a chance de se livrar do soldado de uma vez por todas. Ele então reune o resto da equipe – com exceção do Pólvora, que era ajudante do Solder Boy – para emboscar o Soldier Boy durante a famosa missão na Nicarágua mostrada nos capítulos anteriores.

Nesse momento, são reveladas duas informações cruciais: a primeira é que o Soldier Boy foi o responsável por queimar o rosto de Noir e abrir seu crânio com o escudo. Marcas que ele carrega desde então. A segunda é que a Vought quis se livrar do Soldier Boy por terem um novo super para ser o maior de todos: o Capitão Pátria.

Parabéns para o papai

A tal informação chocante revelada pelo Turbo-Mente é que o Soldier Boy é pai do Capitão Pátria. Conforme o pai conta ao filho no telefone, a Vought fez com que ele doasse esperma para a empresa, que o traiu ao ter posse de seu rebento – ainda mais poderoso que o pai.

É curioso notar que o Capitão Pátria foi gerado exatamente da forma que pretende ter filhos. Como ele mesmo revelou à Rainha Maeve (Dominique McElligott), ele a está mantendo viva para colher seus óvulos e ter filhos ainda mais poderosos – justamente o que a Vought fez com seu pai 40 anos atrás.

Chocante por si só ao criar um vínculo familiar entre dois dos personagens mais poderosos desse universo, a revelação ainda pode representar um problema para Billy Bruto e companhia. Isso porque o Soldier Boy fez questão de ligar para o filho, o que talvez demonstre que ele mudou de ideia quanto a matá-lo.

Soldier Boy em The Boys
Soldier Boy liga para o filhão Capitão Pátria

E não é como se Bruto precisasse de mais problemas. Depois de reviver todos os traumas, ele é avisado pela Luz-Estrela que o uso contínuo de Composto V temporário pode causar lesões cerebrais e levar à morte. Uma informação que deveria ser o freio definitivo para suas ações, mas ele escolhe escondê-la de Hughie e ir buscar mais da droga para colocar um fim definitivo na questão. Um péssimo sinal de que o fantasma de Lenny estava certo quanto ao caráter do irmão.

As últimas peças do tabuleiro

Por fim, o capítulo deu rápidos desfechos para outros núcleos. De um lado o Profundo (Chace Crawford) garante o alívio cômico bizarro do episódio ao terminar com a esposa após ela se recusar a participar de um trisal com um polvo.

Do outro, o Trem-Bala (Jessie T. Usher) descobre que sobreviveu ao receber um transplante do coração do Falcão Azul. Por ter um coração saudável, agora ele pode voltar a correr, o que dá a ele duas opções a seguir. Ele pode voltar para os braços da Vought – que já prometeu um filme inédito desde que ele apoie a empresa em suas mentiras – ou pode finalmente usar seus dons para o bem.

Uma das várias perguntas que ficam no ar para o grande final da terceira temporada, que vai ao ar na próxima sexta-feira (8).

div-ad-vpaid-1
div-ad-sidebar-1
div-ad-sidebar-halfpage-1