Sweet Tooth: as maiores diferenças entre a série e a HQ

Produção da Netflix é uma adaptação do quadrinho de Jeff Lemire para a DC/Vertigo

Gabriel Avila Publicado por Gabriel Avila
Sweet Tooth: as maiores diferenças entre a série e a HQ

Sweet Tooth é a nova aposta da Netflix quando o assunto é obra baseada em HQs. A série, que chegou à plataforma nesta sexta-feira (4), adapta o quadrinho de mesmo nome escrito e desenhado por Jeff Lemire para a DC/Vertigo entre 2009 e 2013.

A história acompanha Gus (Christian Convery), um garoto-cervo que precisa deixar a segurança de seu lar e encarar pela primeira vez um mundo pós-apocalíptico em que a Terra foi arrasada por um vírus mortal. Com a ajuda do misterioso Tommy Jepperd (Nonso Anozie), o menino parte em uma jornada de perigos e descobertas.

Abaixo você pode conferir as principais diferenças entre o quadrinho de Sweet Tooth e a primeira temporada da série.

[Atenção! A partir de agora, possíveis spoilers de Sweet Tooth]

Tom das histórias

A principal diferença entre as versões de Sweet Tooth está no tom. Voltado para o público adulto, o quadrinho de 2009 apresentou um mundo mais frio e brutal. Nele, o lado pós-apocalíptico da história ocasiona personagens e situações extremas e violentas, o que rendeu à publicação justas comparações a distopias como Mad Max.

Já a série pega mais leve no lado pessimista da história. Voltada para um público mais jovem, a produção traz sim momentos tensos que questionam a moralidade dos personagens, mas de uma forma menos bárbara. Dessa forma, Sweet Tooth da Netflix abre mão do horror para focar em uma aventura fantástica.

A motivação de Gus

Outra grande diferença entre a HQ e a série está na motivação de Gus. No quadrinho, ele decide partir com Jepperd para a Reserva primeiro por medo de mais caçadores encontrarem sua cabana e segundo por não querer mais ficar sozinho. No live-action, o garoto decide partir com o humano para procurar sua mãe.

Vale notar que nos quadrinhos, Birdie (Amy Seimetz), a mãe do garoto, não aparece e nem é citada pelo pai.

Personagens inéditos

Além de Birdie, a série traz inúmeros personagens inéditos em relação ao quadrinho. Talvez a que mais se destaque seja Aimee (Dania Ramirez), a sobrevivente que abre a Reserva. Outra figura nova é Rami Singh (Aliza Vellani), esposa do doutor Aditya que sobreviveu após ser infectada pelo Flagelo. Por fim, há também a família que acolhe a dupla em um chalé nas montanhas.

Também é possível citar também Ursa (Stefania LaVie Owen), a jovem líder do Exército Animal, com o adendo de que ela está em uma categoria diferente. Apesar de ter sido criada para a série, ela é inspirada em um personagem que existe nos quadrinhos e simboliza uma mudança ainda maior.

O Exército Animal

O Exército Animal é um caso raro: ele existe nas duas versões de Sweet Tooth, mas ambas são drasticamente diferentes entre si. Em comum, há a crença de que os híbridos são seres superiores capazes de salvar a humanidade após o surgimento do vírus mortal.

Nas HQs, o grupo usa essa crença para criar uma espécie de exército que mata a sangue frio e escraviza os híbridos.

Na série, esse grupo é composto por jovens que não confiam em adultos. Ao invés de uma milícia sangrenta que vive em um açougue, eles são adolescentes que nas horas vagas curtem games, cinema e até brincam em um parque de diversões próprio.

A Origem de Tommy Jepperd

Por fim, outra diferença está na origem de Tommy Jepperd. Nos quadrinhos, ele é um ex-jogador de hóquei no gelo conhecido por seu temperamento explosivo. Após ser suspenso de um jogo por agredir um adversário, ele volta para casa e descobre com a esposa grávida que o mundo está sucumbindo a um vírus misterioso. Em busca de ajuda, o casal cai nas mãos do General Abbott, que sequestra a senhora Jepperd em uma tentativa de chantagear Tommy.

Já no live-action, Tommy Jepperd é um ex-jogador de futebol americano. Considerado egoísta por aqueles que o cercavam, ele considerou abandonar a esposa Louise ao descobrir que seu filho nasceu híbrido. O problema é que quando ele se arrepende e retorna, tanto ela quanto o bebê foram misteriosamente raptados. Sozinho, ele entra para os Últimos Homens, agindo como mercenário para o grupo até se rebelar para trilhar um caminho próprio.

Com produção de Robert Downey Jr, a primeira temporada de Sweet Tooth já está disponível na Netflix.

Mais notícias