Rian Johnson explica por que os Cavaleiros de Ren não apareceram em Os Últimos Jedi

Johnson pensou em usar os Cavaleiros de Ren como guardas do Snoke

João Abbade Publicado por João Abbade
Rian Johnson explica por que os Cavaleiros de Ren não apareceram em Os Últimos Jedi

Muitas coisas apresentadas em Star Wars: O Despertar da Força tomaram rumos inusitados em Os Últimos Jedi, enquanto outras coisas nem chegaram a aparecer no segundo filme da trilogia. Um dos personagens que não retornaram ao filme foram os Cavaleiros de Ren e o diretor Rian Johnson explicou por que deixou o grupo antagonista de lado no episódio VIII.

[Spoilers de Star Wars: Os Últimos Jedi abaixo!]

Em uma entrevista ao Empire Podcast, o diretor explicou que os cavaleiros só não estão longa porque o produto final estava denso e longo demais. Ele diz que tinham muitas coisas acontecendo na história e que seria difícil encaixar mais um elemento nessa trama:

Nós tínhamos um filme bem cheio e literalmente não tinha mais espaço pra outros elementos.

Por muito tempo, rumores indicavam que os Cavaleiros de Ren apareceriam como os guardas Pretorianos — aqueles que ficam protegendo Snoke na sala vermelha. A revelação não acontece no filme, mas Johnson disse que chegou a pensar nessa possibilidade — concluindo que seria um “desperdício” usar os personagens como guardas.

Eu acho que poderia usar eles no lugar dos Guardas Pretorianos, mas ai eu acho que estaria desperdiçando eles [Cavaleiros de Ren] porque todos aqueles guardas precisariam morrer. E se o Kylo tivesse um laço emocional com os guardas adicionaria uma complicação que atrapalharia a cena… A verdade é que não achei um lugar pra eles no filme.

Star Wars: Os Últimos Jedi está em cartaz e já arrecadou US$ 1,2 bilhões em bilheteria.