Quadro de Rembrandt é restaurado por inteligência artificial 300 anos após ser cortado

A Ronda Noturna foi cortada 70 anos após sua finalização

Priscila Ganiko Publicado por Priscila Ganiko
Quadro de Rembrandt é restaurado por inteligência artificial 300 anos após ser cortado

A pintura A Ronda Noturna, do holandês Rembrandt, foi restaurada com a ajuda de inteligência artificial e de uma cópia menor do quadro.

Originalmente completada em 1642, a pintura ficou exposta na casa em que foi inspirada por 70 anos. Porém ao ser movida para um novo local, ela foi cortada para caber em seu novo espaço. Além de sofrer uma pequena redução em todos os lados, uma parte maior a esquerda foi cortada.

Agora, mais de 300 anos após ser recortada, um projeto chamado Operation Night Watch conseguiu “reconstruir” as partes que foram descartadas. Os pesquisadores do projeto treinaram uma inteligência artificial a partir da obra original, preparando-a para imitar o estilo de Rembrandt. Utilizando uma cópia menor da pintura, feita na época por Gerrit Lundens, a IA foi capaz de criar uma arte para preencher os espaços vazios da obra.

O diretor do museu Rijksmuseum, em Amsterdan, onde a peça está exposta, comenta em declaração à Associated Press (via The Verge) que “Rembrandt definitivamente teria deixado mais bonito, mas isto chega bem perto.”

As partes completadas pela IA foram impressas e estão em exposição ao lado da peça original, na Galeria de Honra do museu. Pela internet, é possível ver uma versão em alta resolução da pintura cortada, cortesia do Google Arts & Culture.

Mais notícias