Prefeito do Rio tenta proibir HQ dos Vingadores na Bienal

Como resultado, a procura pelo quadrinho aumentou e ele esgotou rapidamente

Marina Val Publicado por Marina Val
Prefeito do Rio tenta proibir HQ dos Vingadores na Bienal

Ontem (5), o prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, divulgou um vídeo no qual afirmava ter determinado que os organizadores da Bienal Internacional do Livro recolhessem a HQ Vingadores – A Cruzada das Crianças por supostamente ter “conteúdo sexual”.

O quadrinho, que foi escrito por Allan Heinberg e publicado originalmente em 2010, na verdade mostra dois heróis adolescentes, Wiccano e Hulkling, se beijando. Não há nenhuma cena explícita.

A HQ é voltada para o público adolescente e adulto e, nos Estados Unidos, tem classificação indicativa para maiores de 13 anos.

Em comunicado oficial, a organização da Bienal Internacional do Livro declarou que não vai obedecer a determinação do prefeito:

A Bienal Internacional do Livro Rio, consagrada como o maior evento literário do país, dá voz a todos os públicos, sem distinção, como uma democracia deve ser. Este é um festival plural, onde todos são bem-vindos e estão representados. Inclusive, no próximo fim de semana, a Bienal do Livro terá três painéis para debater a literatura Trans e LGBTQA+.

A direção do festival entende que, caso um visitante adquira uma obra que não o agrade, ele tem todo o direito de solicitar a troca do produto, como prevê o Código de Defesa do Consumidor.

Entretanto, os esforços do prefeito em censurar a HQ parecem ter tido o efeito oposto ao desejado. Segundo Lauro Jardim, colunista de O Globo e também do G1, todos os exemplares de Vingadores – A Cruzada das Crianças disponíveis à venda no local de fato sumiram dos estantes e estão esgotados, mas o motivo foi simplesmente a alta demanda dos leitores.