O que o fim de Loki indica para futuro da Marvel, Vingadores e Kang

Série do Deus da Trapaça encerrou segunda temporada preparando terreno para novas aventuras

Pedro Siqueira Publicado por Pedro Siqueira
O que o fim de Loki indica para futuro da Marvel, Vingadores e Kang Crédito: Marvel Studios/Divulgação

O Deus da Trapaça finalmente encontrou seu glorioso propósito. Loki encerrou a segunda temporada na última quinta-feira (9), fechando a jornada do personagem titular e celebrando os 12 anos de Tom Hiddleston no papel, mas também deixando sementes importantes para o futuro do universo Marvel no cinema e no streaming.

[Atenção: Zona de Spoilers de Loki abaixo]

No sexto e último capítulo da temporada, Loki entende que, por mais que tente, não tem como salvar todas as linhas do tempo sem sacrificar aqueles que ama. O antigo vilão, então, decide sacrificar a si mesmo, destruindo o Tear Temporal da AVT e ficando, ele mesmo, responsável pelo controle das ramificações temporais. Sozinho, pela eternidade, num trono no fim do tempo.

Na prática, Loki em si virou o coração do Multiverso. Cabe ao personagem a responsabilidade de manter a estabilidade nos diferentes mundos, e evitar possíveis ameaças. Mas a AVT ainda está de pé, e pode ter um papel muito importante nas aventuras vindouras.

Loki se dedica a guardar e proteger o tempo. Crédito: Marvel Studios/Reprodução

Heróis do Multiverso

Ao fim da série, a Autoridade de Variação Temporal se dedica a caçar variantes de Kang (Jonathan Majors). Os fãs mais atentos certamente perceberam até uma referência aos eventos de Homem-Formiga e a Vespa: Quantumania (2023), quando é citado que um dos Kangs foi derrotado.

Vale lembrar que a agência tinha como objetivo capturar aqueles que interferiam com o tempo. E qual outro herói andou aprontando uma dessas? O Deadpool.

Em Deadpool 2 (2018), o mercenário sacana vivido por Ryan Reynolds passeia por diferentes linhas do tempo graças a um artefato do Cable (Josh Brolin). Já Deadpool 3, que chega em julho de 2024, é a primeira aventura do mutante dentro do MCU, e não seria exagero imaginar que o vermelhão poderia, muito bem, chamar a atenção da AVT.

Há rumores que apontam até que Matthew Macfadyen (Succession), confirmado no elenco, pode viver um agente da Autoridade Temporal em busca de reunir heróis de todo o Multiverso. A trama seria uma boa saída para trazer não só os já confirmados Wolverine de Hugh Jackman e Elektra de Jennifer Garner de volta, mas até mesmo outros heróis como (sonhando alto) os Homens-Aranha Tobey Maguire e Andrew Garfield e até o Demolidor Ben Affleck.

A grande união de heróis de diferentes eras e estúdios casa com a ascensão a um poder ainda maior dos Kangs, graças também ao sacrifício de Loki.

Deadpool e Wolverine chegam em 2024. Crédito: Marvel Studios/Divulgação

Guerras Secretas

Ao destruir o Tear Temporal original, o Deus da Trapaça libertou todas as ramificações do tempo do controle de Aquele Que Permanece (Majors). Para o bem, isso significa que as linhas do tempo e todas as vidas nelas poderão crescer sem interferências. Para o mal, isso significa que as linhas do tempo e todas as vidas nelas poderão crescer sem interferências… inclusive as variantes mais malignas de Kang.

Kangs de diferentes realidades se juntam para batalha. Crédito: Marvel Studios/Reprodução

O último longa da Saga do Multiverso chega em 2027, com Vingadores: Guerras Secretas, que traz justamente a batalha final de heróis de diferentes realidades contra uma grande ameaça. Ao que tudo indica, o merecido “descanso” de Loki deve durar pouco, já que o vilão certamente tentará, mais uma vez, controlar o espaço-tempo.

Aos fãs, resta aguardar o desenrolar da saga nos próximos filmes e séries do MCU. Enquanto isso, siga de olho no NerdBunker para mais novidades. Aproveite e conheça todas as redes sociais a gente, entre em nosso grupo do Telegram e mais – acesse e confira.

div-ad-vpaid-1
div-ad-sidebar-1
div-ad-sidebar-halfpage-1