Exterminador do Futuro | Tim Miller não quer trabalhar com James Cameron de novo

O diretor de Destino Sombrio teve grandes desavenças com o criador da franquia

Fernanda Talarico Publicado por Fernanda Talarico
Exterminador do Futuro | Tim Miller não quer trabalhar com James Cameron de novo

Tim Miller, diretor de O Exterminador do Futuro: Destino Sombrio, falou sobre o estresse que foi trabalhar com James Cameron, o criador da franquia. Para o cineasta, voltar a trabalhar com Cameron não é uma opção.

O filme teve um desempenho bem abaixo do esperado, mesmo com o retorno de Cameron à produção e Linda Hamilton para o papel de Sarah Connor.

Em entrevista à rádio KCRW, de Los Angeles, Miller explicou o porquê do filme ter dado errado, em sua visão. As informações são do The Hollywood Reporter.

“Certeza que poderíamos escrever um livro sobre o motivo de não ter dado certo. Ainda não tenho certeza, estou processando, mas tenho bastante orgulho do filme.”

Segundo Miller, muitos dos problemas enfrentados pelo longa vieram de seus conflitos com Cameron e o produtor David Ellison.

“Mesmo que Jim e David Ellison sejam produtores e tenham voz final, é o meu nome que está como diretor. Então, mesmo sabendo que perderia as brigas, eu me sinto obrigado a lutar porque é isso que um diretor faz: ele luta pelo seu filme […] Tem muita coisa que eu cortaria mas que Jim achou importante, e também cenas que tiveram muitas discussões. Mas, quem finalizou foi o Jim.”

Uma das diferenças que aconteceu durante a produção aconteceu quanto a premissa do filme. Miller queria fazer um mundo onde os humanos foram derrotados pela Legion – a nova Skynet –; Cameron, por sua vez, queria criar uma história na qual os humanos tivessem se saído vitoriosos, assim como nos primeiros filmes da franquia.

“Eu sugeri que a Legion fossem tão poderosa que para derrotá-la seria necessário voltar no tempo e acabando com ela em seu nascimento. Jim queria entender qual seria o drama em ver os humanos perdendo, e eu respondi ‘Bom, onde está o drama dos humanos estarem vencendo e só tiverem que manter isso?’. Eu gosto de uma provação final, mas não é o estilo dele.”

Tim Miller garantiu que, mesmo que ele e Cameron mantenham uma amizade, ele não gostaria de trabalhar novamente ao lado do cineasta.

“Não é nem pelo trauma da experiência, mas porque eu não quero estar na situação novamente de não ter o controle do que eu acho que é certo […] Recebi um e-mail do Jim na semana passada, dizendo: ‘Eu sei que batemos cabeça e vejo isso como duas pessoas criativas, de opinões fortes e diferentes, e acho que isso tornou o filme melhor. Voltarei para Los Angeles em dezembro, vamos tomar uma cerveja’.”

O Exterminador do Futuro: Destino Sombrio conseguiu ficar em primeiro lugar nas bilheterias dos Estados Unidos em seu final de semana de lançamento, arrecadando US$ 29 milhões, mas o desempenho foi abaixo do esperado.

No Brasil, ele chegou em 31 de outubro. Leia a nossa crítica!