Entenda as cenas pós-créditos de Doutor Estranho no Multiverso da Loucura

Saiba o que acontece ao fim da nova aventura da Marvel

Gabriel Avila Publicado por Gabriel Avila
Entenda as cenas pós-créditos de Doutor Estranho no Multiverso da Loucura

Os filmes da Marvel são conhecidos por deixar pistas para o futuro em cenas pós-créditos, e com Doutor Estranho no Multiverso da Loucura não foi diferente.

Abaixo, você confere uma descrição do que acontece e o significado por trás de cada uma.

[Atenção! Spoilers de Doutor Estranho no Multiverso da Loucura abaixo]

Primeira cena pós-créditos

Após viajar pelo multiverso e ajudar a impedir Wanda Maximoff (Elizabeth Olsen) de roubar o poder de America Chavez (Xochitl Gomez), o Doutor Estranho entra em colapso, deixando claro que o uso do Darkhold trará consequências no futuro.

Situada após esse colapso, a primeira cena pós-créditos mostra o mago caminhando tranquilamente pela rua até ser abordado por uma misteriosa feiticeira chamada Clea. Interpretada por Charlize Theron (Mad Max: Estrada da Fúria), ela aparece acusando o Doutor Estranho de causar uma Incursão – nome dado à colisão entre duas Terras do multiverso – e o convoca a consertar as coisas.

Nas HQs, Clea é sobrinha de ninguém menos do que Dormammu, o governante da Dimensão Sombria com quem Strange barganhou em seu primeiro filme solo. Além de um grande par romântico de Stephen, ela é muito poderosa e, atualmente, ocupa o posto de Maga Suprema.

A cena chega ao fim com ela rasgando o tecido da realidade e abrindo um portal direto para a Dimensão Sombria. Stephen aceita o chamado e parte com ela para lá. O detalhe é que ele aparece com o terceiro olho, grande símbolo da possessão do Darkhold. Ao que parece, Wanda ter destruído o livro em todos os universos facilitou para que ele consiga conter esse poder sem ser condenado à maldade (pelo menos por enquanto).

Segunda cena pós-créditos

Se a primeira trouxe possibilidades interessantes para o Universo Marvel, a segunda é uma grande piada. Durante a viagem pelo multiverso, America e Stephen se envolvem em uma confusão ao comer sem pagar. Isso deixa o vendedor Pizza Poppa irritado, entrando em uma discussão que acaba com o Doutor Estranho enfeitiçando a mão do cozinheiro para agredir o próprio homem por semanas.

Essa é uma grande referência a Evil Dead, clássico do cinema de horror dirigido por Sam Raimi. No segundo filme, a mão do protagonista Ash Williams acaba possuída e trava uma luta mortal e hilária. Tanto Ash quanto o Pizza Poppa são interpretados por Bruce Campbell, ator que acompanha Raimi em vários de seus projetos – como a primeira trilogia do Homem-Aranha nos cinemas.

Pois bem, todo esse contexto se faz necessário para explicar a piada escondida na segunda cena pós-créditos. Ela é uma grande brincadeira, que simplesmente mostra o Pizza Poppa parando de se bater, encarando a câmera com um sorriso bobo e dizendo “acabou”.

A felicidade do cozinheiro é mais do que justificada, já que o conflito de Evil Dead teve um final muito mais macabro. No filme, Ash precisou arrancar a própria mão com uma motosserra para impedir que ela o matasse. Após esse ato, o herói acopla a motosserra em seu punho, uma ferramenta muito útil no combate a espíritos malignos.

div-ad-vpaid-1
div-ad-sidebar-1
div-ad-sidebar-halfpage-1