CD Projekt Red exige crunch dos funcionários para finalizar Cyberpunk 2077

Adam Badowski, chefe do estúdio, respondeu em nova declaração

Tayná Garcia Publicado por Tayná Garcia
CD Projekt Red exige crunch dos funcionários para finalizar Cyberpunk 2077

De acordo com uma reportagem da Bloomberg da última terça-feira (29), a CD Projekt Red emitiu recentemente um comunicado para seus funcionários, informando que todos estão prestes a entrar em um período de “crunch obrigatório” para finalizar o desenvolvimento de Cyberpunk 2077.

O e-mail enviado aos desenvolvedores detalha que todos vão ter que trabalhar um ciclo de seis dias por semana: a carga de trabalho normal e um dia do fim de semana.

A ordem gerou polêmica nas redes sociais porque vai contra uma declaração da própria empresa feita em maio de 2019 para o site Kotaku, em que foi afirmado que crunch não seria imposto em nenhum momento.

Adam Badowski, chefe do estúdio, usou o Twitter para publicar uma resposta para a reportagem, na qual afirma que “todos serão recompensados por cada hora extra”. Confira o trecho logo abaixo:

Essa é uma das decisões mais difíceis que tive que fazer, mas todos serão recompensados muito bem por cada hora extra que fizeram. E, assim como nos anos mais recentes, 10% do lucro anual da empresa em 2020 será dividido diretamente entre a equipe.

“Crunch” é como é chamado o período em que desenvolvedores fazem horas extras para entregar um jogo dentro do prazo. É uma prática que se tornou uma cultura dentro da indústria de games e ganhou mais espaço para debate desde 2018, por conta da Rockstar Games com Red Dead Redemption 2 — relembre aqui.

Cyberpunk 2077 será lançado no dia 19 de novembro para PC, PlayStation 4 e Xbox One.