“A responsabilidade é gigante”, diz Fred Rubim sobre a HQ do Nerdcast RPG: Coleção Cthulhu

Um papo com um dos responsáveis para a adaptação em quadrinhos do Nerdcast RPG: Coleção Cthulhu

Marina Val Publicado por Marina Val

A tão aguardada Graphic Novel do Nerdcast RPG Call of Cthulhu já está sendo desenvolvida e o ilustrador Fred Rubim faz parte disso.

Rubim tem uma longa carreira na ilustração, e foi finalista do Troféu HQ Mix com a graphic novel O Coração do Cão Negro (Avec Editora), e com a webcomic A Todo Vapor! Entre seus trabalhos estão as graphic novels O Matrimônio de Céu & Inferno (Avec Editora) e O Horror de Dunwich (Editora Cultura).

O NerdBunker bateu um papo com Fred para saber mais sobre suas influências, inspirações e também sobre como surgiu o convite para participar da Graphic Novel. Confira:

Qual a sua relação com o RPG?

Nunca joguei uma partida na vida, mas tinha alguns amigos da escola que se reuniam para jogar. Durante a adolescência, meu interesse era mais focado em quadrinhos, desenhar, tocar guitarra e jogar videogame. Foi com alguns games de Super Nintendo que eu descobri a existência dos RPGs, pois muitos daqueles jogos, como The King of Dragons ou mesmo Zelda, eram baseados nos personagens e conceitos de D&D.

Entre as muitas recompensas da campanha do Nerdcast RPG: Coleção Cthulhu, você está trabalhando em quais? Pode falar um pouco sobre como está o desenvolvimento?

Sou o artista que está ilustrando a graphic novel baseada no Nerdcast RPG, cujo roteiro foi lindamente adaptado pelo Fábio Yabu! Estamos trabalhando nisso desde novembro, criando concepts de personagens, páginas teste, buscando referências e lapidando o traço em busca do melhor estilo para essa adaptação, que terá um tom ainda mais dramático. Está sendo um prazer poder trabalhar com o Yabu e diariamente trocamos ideia a respeito de cada página.

Qual o principal desafio de adaptar algo de outra mídia?

Tecnicamente falando, para o desenhista não muda muito se a história é original ou adaptada, principalmente quando se tem um roteirista hábil como o Yabu.

“É importante destacar que, como qualquer adaptação pra outra mídia, existem coisas que precisam ser adaptadas à narrativa e acabam dando espaço para se desenvolver outras dimensões da história, como o relacionamento entre alguns personagens. É impressionante ver como alguns deles crescem muito por conta do contraste que a narrativa visual proporciona.”

O principal desafio talvez seja buscar as referências visuais corretas, e no caso do Nerdcast, checar sempre se o desenho bate com o que foi descrito no áudio. Como às vezes são muitos personagens e elementos em cena, tenho que constantemente conferir se esqueci alguém, tipo o Billy (sorry, Faraday).

Quando você descobriu que precisava contar histórias, que isso era uma profissão, afinal?

É engraçado, pois desde muito pequeno eu já sabia que queria ser desenhista. Ainda no ensino fundamental, eu criava meus próprios gibis e vendia para os colegas, além de publicar uma tira semanal no jornal da minha cidade. Fiz faculdade de Desenho Industrial e trabalhei algum tempo com animação, antes de decidir me voltar totalmente aos quadrinhos por volta de 2016, quando publiquei minha primeira graphic novel.

Se não trabalhasse com arte, o que você acha que faria?

Provavelmente tentaria trabalhar com produção musical.

Fred Rubim, ilustrador da Graphic Novel do Nerdcast RPG: Call of Cthulhu
Fred Rubim, ilustrador da Graphic Novel do Nerdcast RPG: Call of Cthulhu

Como surgiu o convite para a produção com Yabu? Teve uma fase de sigilo total, como foi guardar segredo, produzir na expectativa de uma campanha também?

A vontade era de sair contando pra todo mundo [risos]. O convite me pegou completamente de surpresa! Assim que o Guilherme Dei Svaldi e o Fábio Yabu entraram em contato comigo, comecei a produzir os testes. Isso foi uns 2 meses antes do início da campanha, então não precisei segurar o segredo por tanto tempo, o que foi um alívio.

“Particularmente, bateu (e ainda bate) um frio na barriga muito grande por estar lidando com um projeto que é tão querido pelo pessoal do Jovem Nerd e pelo seu público, e com tanta exposição. Eu sabia que a campanha seria um sucesso, mas acho que ninguém esperava algo nessa proporção. A responsabilidade é gigante, mas estou tranquilo por estar cercado de muita gente talentosa, que me passa a confiança necessária pra entregar o melhor trabalho possível!”


Você tem até o dia 2 de fevereiro de 2021 para apoiar o Nerdcast RPG: Coleção Cthulhu. E já pode escutar o último episódio agora!