Transformar o Superman em vilão é “ridículo”, diz Grant Morrison

Responsável por um dos grandes clássicos do personagem, roteirista explica por que não aprova versão de Injustiça

Gabriel Avila Publicado por Gabriel Avila
Transformar o Superman em vilão é “ridículo”, diz Grant Morrison

Injustiça: Deuses entre Nós é, sem dúvidas, um dos grandes sucessos da DC Comics. O que começou como um game, logo migrou para os quadrinhos e em breve se tornará também uma animação. É uma história que caiu nas graças dos fãs, mas não é muito querida por Grant Morrison.

Morrison afirmou em entrevista ao CBR que considera “ridícula” a escolha de transformar o Superman no vilão da história. Roteirista de Grandes Astros: Superman acredita que não faz sentido que o herói se torne uma figura opressora:

“É uma coisa que revisei e resumo como algo que vem das estruturas patriarcais que têm nos oprimido e o Superman pode facilmente se tornar um representante disso. Essa figura parecida com um pai cuidando de nós pode se tornar autoritária, mas acho que é um erro. A ideia de que o Superman reagiria à morte de Lois Lane se tornando um tirano é ridícula; meus pais morreram e não me tornei um tirano. Se posso lidar com isso, Superman pode lidar com isso.”

Atualmente, Grant Morrison trabalha em Superman & The Authority, quadrinho em que o Homem de Aço vai se encontrar com o violento grupo The Authority.

Capa de Superman & The Authority (Divulgação/DC Comics)
Capa do encontro entre Superman e The Authority

Com arte de Mikel Janín (Batman), a primeira das quatro edições será publicada em 20 de julho, nos EUA.

Mais notícias