Telefone com língua de silicone ajuda pessoas a se sentirem menos isoladas

A intenção é utilizar o tato para reproduzir a sensação de conversar pessoalmente

Fernanda Talarico Publicado por Fernanda Talarico
Telefone com língua de silicone ajuda pessoas a se sentirem menos isoladas

Com a atual pandemia de COVID-19, o novo coronavírus, as pessoas estão buscando diferente alternativas para manter a comunicação durante o isolamento social, usando cada vez mais as opções virtuais. Pensando em como inovar mesmo no atual cenário, um grupo de estudantes criou um telefone que pode mudar a experiência de conversas à distância.

O aparelho desenvolvido conta com uma língua de silicone acoplada no dispositivo. Assim, é possível reproduzir diferentes sensações na pele de quem está o utilizando. O telefone ainda é um protótipo, sem previsão de estar disponível ao público. As informações são da Business Insider.

Os responsáveis por criar o design que consegue transformar palavras em sensações físicas são Sandeep Hoonjan e Xianzhi Zhang, estudantes do Royal College of Art, em Londres. Além da língua, eles também desenvolveram uma espécie de escova de silicone para o mesmo fim.

Os dispositivos fazem parte do projeto “Feel The Conversation”, algo como “sinta a conversa” em português. A intenção é utilizar o tato para reproduzir a sensação de conversar com outra pessoa.

A língua e a escova se movimentam baseadas na intensidade do que está sendo dito, ou seja, os movimentos são similares às vibrações de um aparelho de telefone celular e mudam de acordo com o tom e velocidade da voz. Vale pontuar também que os aparelhos entendem diversos idiomas.

Veja imagens abaixo.

O “Feel The Conversation” ainda não tem previsão de ser lançado e, por enquanto, funciona apenas a uma distância de cem metros. No futuro, os desenvolvedores pretendem conseguir conectar virtualmente pessoas que estejam em diferentes países.