Montadora de Star Wars: A Ascensão Skywalker teve pouco tempo para editar o filme

Maryann Brandon trabalhou três meses menos que em O Despertar da Força

Fernanda Talarico Publicado por Fernanda Talarico
Montadora de Star Wars: A Ascensão Skywalker teve pouco tempo para editar o filme

Maryann Brandon, responsável por editar o filme mais recente de Star Wars, o A Ascensão Skywalker, falou sobre as dificuldades de trabalhar durante a produção. As informações são da IndieWire.

Em entrevista concedida ao podcast The Rought Cut, Brandon explicou que teve pouco tempo para conseguir finalizar a produção, com um prazo muito curto, levando a sua equipe a trabalhar até o último instante disponível para conseguir entregar o filme. Maryann Brandon comentou também que teve três meses a menos do que em O Despertar da Força, longa também dirigido por J. J. Abrams.

“Foi difícil. Tudo foi afetado. Com cerca de um terço do caminho percorrido, Kathy [Kennedy, a presidente da Lucasfilm] estava: ‘o J.J. precisa passar mais tempo na sala de edição’. E eu sabia que isso não aconteceria. Não com a agenda com a qual estávamos trabalhando. Não com tudo o que ele tinha que lidar diariamente… ele estava simplesmente exausto no fim do dia.”

Brandon trabalhou com Abrams algumas outras vezes fora da franquia Star Wars, como em Alias, Missão: Impossível 3Star Trek. Assim, já acostumada com o diretor, a montadora contou ter saído do tradicional para conseguir finalizar o trabalho a tempo.

“Sugeri fazer a montagem no próprio set de filmagens […] Eu ia para onde o J. J. estava, sempre a uns três metros da câmera, onde quer que ela estivesse, e fazia a edição de forma móvel. Entre as tomadas, ele [J. J. Abrams] podia se sentar comigo e a gente repassava as coisas.”

Ao falar sobre as críticas que o filme vem recebendo, Brandon acredita se tratar de um mundo polarizado por si só.

“Em um período em que o mundo inteiro está polarizado, esse não deveria ser um filme que polarize. Basicamente, a mensagem dele é ‘Ei, quer saber? Você pode ser ruim e o bem entrar em sua vida. E, talvez, se você estiver disposto a isso, coisas extraordinárias podem mudar a sua mente. E você precisa acreditar que há sempre esperança.”

Muitos comentários feitos sobre o filme apontam que ele exagera no fan service, mas para a montadora não havia outra opção.

“Olha, claro, é fan service. Se você não garantisse coisas aos fãs, seria algo como: ‘Ah, ele não seguiu a história de Star Wars’, e tudo o que isso significa.”

A atual trilogia chegou ao fim com A Ascensão Skywalker, dirigido por J.J. Abrams (O Despertar da Força), que também escreve o roteiro ao lado de Chris Terrio (Batman vs Superman).

O elenco conta com o retorno de Oscar Isaac, John Boyega, Mark Hamill, Daisy Ridley, Billy Dee Williams, Carrie Fisher, Adam Driver e outros.

Star Wars: A Ascensão Skywalker está em cartaz nos cinemas. Leia a nossa crítica!