Esse menino de 14 anos construiu um reator nuclear em casa

Se tornou a pessoa mais jovem a ter construído um equipamento desse tipo

Cesar Gaglioni Publicado por Cesar Gaglioni
Esse menino de 14 anos construiu um reator nuclear em casa

Não, esse título não foi tirado de um episódio de The Big Bang Theory ou Young Sheldon!

Jackson Oswalt é um garoto normal que vive na cidade de Memphis, no Tennessee. Ele vai para a escola, sai com os amigos e, como quase toda criança dessa idade, se amarra no Fortnite. A diferença entre ele e os outros adolescentes com quem ele convive é: Jackson construiu um reator nuclear em casa, conforme contou a reportagem do Motherboard.

Tudo começou em janeiro de 2018, quando Oswalt tinha 12 anos. Ele ficou sabendo que, em 2008, Taylor Wilson, um garoto do estado de Nevada, então com 14 anos, tinha construído um reator nuclear em sua casa. “Quando eu descobri que ele tinha conseguido, achei que eu deveria tentar”, contou Jackson ao Motherboard.

Ele então começou a estudar tudo relacionado ao assunto, e a pesquisar o que ele necessitaria para construir um reator, e quais princípios científicos deveriam ser utilizados em seu experimento. Jackson concluiu que precisaria de uma fusão nuclear, causada pelo aquecimento de um átomo a 100 milhões de graus Celsius.

A fusão nuclear consome mais energia do que produz, mas é uma técnica muito mais segura do que a fissão nuclear, procedimento usado em usinas nucleares, no qual o núcleo de um átomo é dividido em dois núcleos menores. Além de trazer menos riscos, a fusão nuclear produz uma quantidade ínfima de lixo radioativo, aumentando ainda mais a segurança do processo.

Garantir que Jackson não corria perigo foi a principal preocupação de seus pais, que tentaram entrar em contato com físicos nucleares, mas sem sucesso. Então, decidiram chamar o professor de física do menino e pesquisadores do hospital infantil St. Jude para que eles pudessem ensinar o garoto como se proteger da radiação. “Meu filho se tornou o especialista no assunto, mas fomos aprendendo juntos”, explica Chris Oswalt.

Construir um reator nuclear em casa não é algo barato, mas os pais de Jackson apoiaram o filho inteiramente, e deram a ele os US$ 10 mil necessários para se comprar as peças necessárias para a montagem do equipamento. “A minha cabeça não funciona da mesma maneira que a dele”, diz Chris, “mas ser pai de alguém tão determinado é algo muito impressionante”, completa.

Apesar de ser um feito completamente incrível, Jackson manteve todo o seu projeto como um segredo para quase todas as pessoas ao seu redor. “Os meus amigos próximos que sabiam achava que eu estava brincando, e muitos professores não acreditavam em mim”, ele conta, explicando que recebeu todo o apoio necessário depois que a escola percebeu que se tratava de um trabalho sério.

Foto: Jackson Oswalt/Reprodução

Ao final da construção, o experimento de Jackson foi validado por membros do fórum Fusor.net, formado principalmente por físicos e fortes entusiastas do assunto. “É necessário acertar os pontos certos, e ele conseguiu todos”, diz Richard Hull, um engenheiro aposentado que administra o fórum. Após a aprovação dos pares, Oswalt se tornou a pessoa mais jovem a ter construído um reator nuclear no mundo.

O menino percebeu que mesmo as coisas que parecem impossíveis, não são. “As crianças são uma boa parte da população, e algumas delas têm ideias muito boas. E é um desperdício não permitir que elas tornem essas visões uma realidade”, diz.

Oswalt decidiu que quer seguir a carreira de físico nuclear no futuro, e seu sonho é construir um reator por fusão que seja eficiente, e, para isso, pretende criar uma organização para receber doações de pesquisa.

div-ad-vpaid-1
div-ad-sidebar-1
div-ad-sidebar-halfpage-1