FIFA 20 | Modo Volta Football é sucessor da série FIFA Street [Entrevista]

Conversamos com Matt Turner, Ionel Stanescu e Alex Constantinescu sobre o aguardado modo e outras novidades do jogo

Priscila Ganiko Publicado por Priscila Ganiko
FIFA 20 | Modo Volta Football é sucessor da série FIFA Street [Entrevista]

A EA Sports veio com tudo na Gamescom 2019, trazendo consigo um grande anúncio para FIFA 20: o modo Volta Football, que leva a franquia novamente para o futebol de rua. Para falar sobre esta e outras novidades, nos encontramos com o diretor narrativo Matt Turner, o produtor Ionel Stanescu e o designer sênior Alex Constantinescu.

Alex Constantinescu (designer senior), Matt Turner (diretor narrativo) e Ionel Stanescu (produtor) no estande de FIFA 20, na Gamescom 2019
Alex Constantinescu (designer sênior), Matt Turner (diretor narrativo) e Ionel Stanescu (produtor) no estande de FIFA 20, na Gamescom 2019

O modo Volta Football é uma espécie de sucessor espiritual da série FIFA Street, focada em modalidades alternativas de futebol, desde o de salão até o de rua. Seu último jogo foi lançado em 2012 e, desde então, os fãs têm pedido por mais. Agora finalmente terão seu desejo realizado dentro de FIFA 20.

A surpresa do modo começa logo pelo nome. Afinal, por que se chama Volta? Curiosamente, a palavra significa exatamente o que parece para nós, brasileiros, e isso tem tudo a ver com seu conceito no jogo, como explica o diretor narrativo:

A origem é que, em português, significa ‘retornar’, certo? Tem vários motivos, mas, na essência, a ideia é trazer de volta algo que tivemos. Além disso, muita gente começou a jogar futebol na rua, numa quadra local ou algo assim, então também é sobre voltar para lá.

No entanto, apesar do significado, o objetivo não é apenas agradar os fãs de longa data de FIFA Street, mas também atrair novas pessoas para a franquia, abrangendo o público do jogo. Isso é feito principalmente de duas formas. A primeira é a grande variedade de customizações que os jogadores poderão usar ao criar seus personagens. A segunda é reduzindo a complexidade em relação ao modo tradicional, diminuindo a barreira para novatos.

Segundo Matt Turner, o jogo principal tem muitas regras e é bastante técnico, o que pode assustar quem está começando. O modo Volta, no entanto, conta com habilidades simplificadas, permitindo que até mesmo jogadores casuais façam jogadas criativas, mas com menos esforço.

Outra forma de atrair novos jogadores é através da diversidade. Em Volta, os times são mistos, o que significa que personagens femininos e masculinos jogam juntos. Isso, de acordo com o diretor narrativo, é um reflexo do que vemos no futebol de rua:

É natural. Se você for à praia ou ao parque para jogar, vai ser misto. Isso é comum em futebol de rua. Se as pessoas aparecem em algum lugar e só querem jogar, não importa, é só jogar. O jogo é assim porque é como as coisas são. Mas, ao mesmo tempo, isso permite mais diversidade e mais expressão.

Embora seja mais casual, o Volta Football também traz para o FIFA 20 outro elemento de sucesso na franquia: um modo história. Nos títulos anteriores, os jogadores puderam acompanhar a saga de Alex Hunter no modo A Jornada. Desta vez, nos explica Turner, é um pouco diferente:

A Jornada foi um sucesso, mas sempre foi pensada como uma trilogia. E a história de Volta é uma resposta a isso, uma forma de trazer essa experiência para quem gostou. Mas da mesma forma que o Volta Football em si é acessível, a história também vai ser. Não é só sobre gerenciamento, mas sim sobre pessoas se conhecendo e relacionamentos.

Isso significa que não veremos mais Alex Hunter? Não necessariamente. Mas o produtor afirma que, no momento, a ideia é garantir que o jogo atual seja uma experiência sólida até o lançamento. “Depois veremos o que acontece”, concluiu.

Por mais atraente que o Volta Football seja, aliás, ele não é a única novidade de FIFA 20. O modo Carreira também retorna, ainda mais profundo do que antes, de acordo com Alex Constantinescu.

No jogo, é até mesmo possível conversar com os jogadores, graças a um novo sistema de diálogo, usando um aplicativo de mensagens, no jogo. Suas respostas para eles ou a forma como você age durante as coletivas de imprensa os afetam.

Como eles reagem às suas ações, o que pode complicar ou facilitar as coisas, desta vez é ainda mais importante conhecer as personalidades dos jogadores – que, aliás, são baseadas nas pessoas reais:

No modo Carreira não somos tão malucos quanto em Volta. (Risos) Tentamos replicar o mundo real. Como no caso de um jogador que erra um gol e ele fica frustrado, se você o assistir na televisão, é provável que ele faça a mesma coisa.

Alguns dos jogadores reais já tiveram a oportunidade de conhecer suas contrapartes virtuais. Mas será que alguns deles reclamam do que veem?

“Às vezes temos isso. Mas também há várias conversas interessantes sobre atributos. Coisas como: ‘ei, eu consigo fazer um passe melhor do que isso’ ou ‘chuto melhor do que isso’”, revelou Constantinesco. “A maioria pensa que eles são ‘99’ em todos os atributos”, completou Turner, arrancando risadas dos presentes.

Fidelidade de habilidades à parte, FIFA 20 parece promissor em todos os aspectos e poderemos conferir se o título fará jus à ambição dos desenvolvedores muito em breve.


FIFA 20 será lançado no dia 27 de setembro deste ano para PlayStation 4, Xbox One, PC e Nintendo Switch.

A Gamescom 2019 acontece entre os dias 20 e 24 de agosto em Colônia, na Alemanha. Acompanhe todas as novidades do evento aqui no Nerdbunker!