Como sobreviver a um filme de terror

Não confie em crianças, não fique sozinho e tudo o que você precisa saber para sair vivo

Fernanda Talarico Publicado por Fernanda Talarico
Como sobreviver a um filme de terror

Sobreviver em um filme de terror parece algo impossível, não é? Em muitas produções do gênero, assim que iniciamos o longa, já sabemos que uma boa parte dos personagens morrerá. E caso alguém consiga burlar a morte (normalmente uma mulher), estrelará o próximo filme da franquia.

Mas, o que muitos não sabem é que se manter vivo não é tão difícil como parece ser. Para se tornar a “final girl” — nome dado às meninas sobreviventes dos filmes de terror — é necessário apenas seguir algumas regras para combater as forças do mal e/ou fugir de um assassino psicopata.

Então, preocupados com o seu bem-estar, caro leitor, desenvolvemos este guia prático de Como Sobreviver a um Filme de Terror.

Não entre em casas abandonadas

Nada de casas abandonas, como essa de O Segredo da Cabana (2011)

Muitos dos clássicos de terror se passam em casas abandonadas, cabanas no meio do nada, mansões destruídas, entre outros. Está andando perdido e avista uma edificação duvidosa? Não entre para pedir ajuda. Continue andando — se puder, corra — e, não importa o que aconteça, não entre na casa.

Quer um lugar diferente para passar as férias? Fale com um guia de viagem; não resolva ir a um lugar inóspito e longe da civilização. Um ótimo exemplo a não ser seguido é o do filme O Segredo da Cabana (2011), quando um grupo de amigos resolve fazer uma viagem diferente e eles têm a “brilhante ideia” de passar uns dias em uma cabana isolada em uma montanha.

Cheque os antecedentes da casa dos sonhos

A casa dos sonhos quase sempre guarda um segredo ruim… Como essa, de Horror em Amityville (2005)

O pai da família consegue o emprego dos sonhos e, então, todos deverão se mudar de cidade e ir morar em uma casa nova. Ela é gigantesca, com muitos quartos e foi vendida por um preço ótimo! O que será que pode dar errado? Bom… Tudo! Horror em Amityville (2005) está aí para nos mostrar que não existem milagres: se as condições estão perfeitas, desconfie. Afinal, assassinatos horríveis e sem explicações podem ter acontecido em sua nova moradia.

Não custa nada jogar no Google o endereço da casa e checar os antecedentes dela. Chamar um exorcista para dar a opinião também é uma ótima opção para antes de se mudar.

Cuidado com as decisões em grupo

Se vocês causarem um acidente, reportem direitinho para as autoridades.. Não façam como esse grupo em Eu Sei O Que Vocês Fizeram No Verão Passado (1997)

Nem sempre o senso comum deve ser levado em consideração. Algumas vezes, o seu grupo de amigos pode tomar decisões erradas apenas por se deixar levar pelo nervosismo e, por causa disso, vocês podem ir passar as férias em cabanas abandonadas, chamando o demônio sem querer ou ter que fugir de um assassino sanguinário que está atrás de vocês. Eu Sei O Que Vocês Fizeram No Verão Passado (1997) é a prova de que o afobamento do momento pode levar o grupo a tomar atitudes questionáveis. O filme mostra quatro jovens que atropelam um homem na estrada e acham que a melhor solução é fugir, não chamar a polícia (sério, quem acha que isso daria certo?). Um ano depois, eles são perseguidos por um serial killer impiedoso e com sede de vingança.

Não fique sozinho

Ainda que seus amigos sejam meio esquisitos, não fique sozinho! Você pode acabar como essa jovem em Sexta-Feira 13 (1980)

Você até tentou, mas os seus amigos não concordaram com você e resolveram tomar uma decisão de cunho bem duvidoso. O que fazer então? Infelizmente, ficar junto com eles. Nunca fique sozinho durante um filme de terror. Em Sexta-Feira 13 (1980), a maior parte das mortes acontece porque o grupo resolve se separar no acampamento. Uma ideia um tanto quanto ruim quando se tem um assassino mascarado à solta.

Seja o encalhado do grupo

Estudem, jovens! Como a Laurie Strode em Halloween (1978)

Pode já deletar o Tinder porque, em um filme de terror (e, às vezes, também na vida real), namorar é roubada. O jeito é abraçar a solteirice e sobreviver. No clássico do slasher Halloween (1978)a Laurie Strode (Jamie Lee Curtis) fica viva justamente porque tem que cuidar de duas crianças enquanto sua amiga vai encontrar o namorado, levando os dois a serem mortos por Michael Myers. Mas, caso você esteja muito apaixonado e não queira terminar a relação, preste atenção no seu companheiro: o filme Pânico, outro clássico do gênero, nos ensinou que a ameaça pode estar realmente ao seu lado.

Não atenda ao telefone de noite

“Alô? Nós temos uma oferta irresistível para você!” Pânico (1996)

Você está dormindo e o telefone toca às 3h da manhã. O que você faz? Ignora e volta ao seu sono, claro. How I Met Your Mother nos ensinou que nada de bom acontece depois das três da manhã. Se puder, não atenda quando o fixo tocar durante a noite ou o seu celular não identificar o número da chamada. Pânico (1996) começa com a icônica cena na qual Drew Barrymore atende ao telefone e é confrontada com a pergunta: “Qual o seu filme de terror favorito?” e, depois disso, perseguida até a morte pelo Ghostface. Mas, tudo bem, poderia ser pior e ser o o telemarketing.

Não conhece o idioma? Não leia!

“Diabo é isso? Vou ler mesmo assim!” – Uma Noite Alucinante – A Morte do Demônio (1981)

Achou um livro escrito em uma língua desconhecida? Aconteça o que acontecer, não leia em voz alta. Você pode estar evocando espíritos que vão te perseguir e, possivelmente, te matar de forma horrível, como acontece em Uma Noite Alucinante – A Morte do Demônio (1981). Claro, pode acontecer de ser apenas um livro não assombrado mas, de qualquer maneira, você vai estar passando uma grande de uma vergonha na frente das pessoas que estão com você, portanto, apenas deixe o livro onde ele está e vá embora do lugar.

Sem magia top

Se morreu, deixa lá… Cemitério Maldito (1989)

Você não é o Harry Potter, então nada de querer fazer magias desconhecidas. Em Cemitério Maldito (1989), um pai desesperado resolve enterrar seu filho morto em um antigo cemitério indígena que, por alguma razão, traz de volta o ente querido, mas não do jeito que deveria, e ele acaba pagando um preço preço por isso. Então, sempre que possível, mantenha-se cético e não aceite ajudas sobrenaturais.

Não banque o herói

Você não tem superpoderes! Vai se dar mal, como essa personagem em It – Capítulo Dois

Infelizmente, chega uma hora que é cada um por si. Se você escutar um grito de socorro, chame a polícia ou os bombeiros, mas não vá tentar ajudar. Assim, você pode estar caindo em uma armadilha, como acontece em It – Capítulo Dois (2019), quando uma menininha resolve ajudar o palhaço Pennywise e, bem… Já dá para imaginar o que foi que aconteceu com ela.

Mantenha a revisão do carro em dia

Revisão é cara, mas pode te poupar de uma morte terrível! Como essa em Rota da Morte (2003)

Algo básico para quem tem carro é manter a revisão em dia, o tanque de gasolina cheio e o número do seguro sempre nos favoritos. Rota da Morte (2003) e Pânico na Floresta (2003) provam que, na hora que você realmente precisa, quando tem um assassino ou um monstro atrás de você, o seu carro, infelizmente, não vai funcionar. Pode ser a bateria ou o motor, mas sempre há algum problema que vai te atrasar, ou pior, vai permitir que o vilão entre no carro.

Não confie em crianças

Desconfie das crianças! A Ofrã (2009)

A ideia de que crianças são fofas é quebrada quando se está em um filme de terror. A Órfã (2009) mostra uma “menininha” que começa a ter comportamentos estranhos depois de um tempo na casa de seus pais adotivos. A Profecia (1976), por sua vez, nos ensina que, caso você tenha pego o anticristo como filho, a melhor opção é fugir dele, e rápido. A mesma coisa em O Exorcista (1974): a sua filha começou a vomitar verde e rodar a cabeça em 360 graus? É o caso de ligar imediatamente para um padre e correr para bem longe.

Idosos são amigos

Confie nos mais velhos e siga sua vida! Arraste-me Para o Inferno (2009)

Por outro lado, idosos sempre são amigos. Se eles te pedirem empréstimos, como em Arraste-me Para o Inferno (2009), seja uma pessoa legal e conceda o que estão pedindo; não é necessário ser rude com uma senhora de idade que, eventualmente, pode te amaldiçoar. Em Premonição (2000), por exemplo, um senhor misterioso explica detalhes sobre como a morte funciona e, se os personagem tivessem escutado o conselho, talvez teriam sobrevivido.

Regras foram feitas para serem seguidas

Cumpra as regras e vai ficar tudo bem, fica um trauma e tal, mas tudo bem… Jogos Mortais 2 (2005)

É difícil se manter calmo em momentos de tensão, normal. O desespero fala mais alto e você só quer sair do lugar. Mas lembre-se: em filmes de terror, siga as regras. A franquia Jogos Mortais prova que, se você fizer tudo o que mandarem, você vai se manter vivo; como no segundo filme, onde tudo dá errado porque um dos personagens não ouve o que o Jigsaw está falando para ele.

Pare de filmar

Larga essa câmera (ou celular) um instante! REC (2007)

Você está tentando fugir de um assassino em série ou de uma horda de zumbis, então qual é o sentido de filmar esse momento de tensão e desespero? Tudo bem, talvez um vídeo desses renda muitas visualizações, likes e comentários, mas pense que nada disso vai realmente acontecer se você morrer enquanto grava. O filme REC (2007), por exemplo, mostra uma repórter e um cinegrafista que não largam a profissão mesmo com um monte de zumbis atrás deles. Mas, para que? Larga a câmera no chão ou joga no bichão, mas não perca o seu tempo registrando imagens que de nada serão úteis com você morto.

Corre rapaziada

Se o cara tá falando pra você correr, corra! Corra! (2017)

Se o clima já está estranho, você sente que algo está errado e alguém te manda sair de lá, fugir e correr, apenas obedeça. Se o personagem principal de Corra! (2017) tivesse ouvido este conselho, ele teria sido poupado de muita de dor de cabeça. Não tente entender o que é que está acontecendo, corra sem olhar para trás.

Certifique-se de que o assassino está morto

Às vezes, os vilões sobrevivem… Cuide para que isso não aconteça! Halloween (1978)

Você sobreviveu até aqui, então não é hora de errar. Se o jogo virou e você conseguiu atacar o assassino que estava te perseguindo, não vacile! Certifique-se que ele não vai voltar a te aterrorizar. Em Halloween (1978), Laurie Strode acha que se livrou de Michael Myers, mas não só ele se manteve vivo, como o vilão voltou para mais filmes da franquia. Ou seja, passe por cima com o carro, não economize no lança chamas, qualquer coisa que te de 110% de certeza de que você está salvo!