Al Pacino escolhia filmes ruins para tentar torná-los melhores

A declaração do ator pode explicar muitas escolhas questionáveis ao longo da carreira

Fernanda Talarico Publicado por Fernanda Talarico
Al Pacino escolhia filmes ruins para tentar torná-los melhores

Al Pacino revelou que escolhe deliberadamente filmes ruins para tentar torná-los melhores.

Em entrevista concedida à GQ, o ator chamou essa vontade de um “hábito ruim” e disse até mesmo se considerar perverso por isso.

“Eu comecei a querer fazer filmes que não são muito bons e tentar torná-los melhores. E isso se tornou o meu desafio.”

Segundo o ator, ele não entra em um projeto já pensando que não será bom mas, às vezes, “te oferecem dinheiro para fazer algo que não é adequado”.

“Você se convence de fazer o filme. Mas, em algum lugar dentro de você, você sabe que será ruim […] Mas, quando você tem o projeto todo, você olha e diz: ‘Ah, não,. Eu vou fazer isso ficar melhor’, e você disponibiliza muito tempo e você está fazendo tudo o que pode, e diz: ‘Se eu apenas conseguir que este filme seja ao menos medíocre’, e você fica empolgado com isso. É um impulso que eu tenho que colocar de lado agora.” 

Al Pacino estrela o novo filme de Martin Scorsese, O Irlandês, ao lado de Robert De Niro e Joe Pesci. Pelo elenco e direção, é possível imaginar este não é um dos casos em que o ator se envolveu em um longa o qual não acreditava no potencial e ele teve que se esforçar para mudar isso.

Mas, houve casos de filmes de Pacino que foram massacrados pela crítica, como Hangman, longa foi golpeado inúmeras vezes por tomates podres dos críticos – o filme foi avaliado com 0% no Rotten Tomatoes. A trama é sobre um detetive condecorado (Al Pacino) e seu parceiro (Karl Urban), que estão atrás de um serial killer que joga uma versão macabra da brincadeira “Forca” – comum entre crianças.

O Irlandês acompanha a história real de Sheeran, um mafioso suspeito de ter matado Jimmy Hoffa, líder sindical cujo corpo nunca foi encontrado.

O elenco conta com Robert De Niro, Al Pacino, Joe Pesci, Harvey Keitel, Ray Romano, Bobby Cannavale, Anna Paquin, Stephen Graham, Stephanie Kurtzuba, Jack Huston, Kathrine Narducci, Jesse Plemons, Domenick Lombardozzi, Paul Herman, Gary Basaraba e Marin Ireland.

O longa é dirigido por Martin Scorsese com roteiro de Steven Zaillan.

O Irlandês chegou às telonas dos Estados Unidos no dia 1 de novembro e no dia 27, na Netflix. Leia a nossa crítica!