Stuart Gordon, diretor de A Hora dos Mortos-Vivos, morre aos 72 anos

Como roteirista, ele cocriou a franquia Querida, Encolhi as Crianças

Fernanda Talarico Publicado por Fernanda Talarico
Stuart Gordon, diretor de A Hora dos Mortos-Vivos, morre aos 72 anos

Stuart Gordon, cineasta conhecido por filmes clássicos de terror, morreu aos 72 anos. A família confirmou a informação à Variety na última terça-feira (24), mas não revelou a causa.

O diretor assinou longas considerados cults, como A Hora dos Mortos-Vivos (1985), inspirado no conto Re-Animator, de H.P. Lovecraft. A produção acompanha um jovem médico que se torna obcecado pela tentativa de enganar a morte e, para isso, ele começa a usar cadáveres de seres-humanos. O filme foi um grande sucesso e chegou a render algumas continuações, mas que não envolveram Gordon.

O cineasta dirigiu mais títulos de terror, como Do Além (1986), O Poço e o Pêndulo (1991), O Dentista (1996), além de ter colaborado para a antologia Mestres do Terror, junto com outros grandes nomes do gênero, como Dario Argento e John Carpenter.

Gordon foi responsável também pelo longa de ficção científica A Fortaleza, estrelado por Christopher Lambert (Highlander). A história acompanha um pai de família que está preso em uma cadeia que faz experimentos para controlar as mentes dos prisioneiros.

Como roteirista, ele cocriou Querida, Encolhi as Crianças, de 1989. Gordon também foi produtor de alguns dos filmes da famosa saga de longas de comédia.

Seu último trabalho no cinema foi Em Rota de Colisão, de 2007, com Mena Suvari (American Pie) como protagonista do drama inspirado em um assassinato real.

Apesar da dedicação ao cinema, Gordon voltou os seus últimos anos de carreira ao teatro. Ao lado de sua esposa, Carolyn Purdy, o diretor fundou a Organic Theater Company.