Shazam estreia na liderança das bilheterias e dentro das expectativas da Warner

Filme dirigido por David F. Sandberg é a menor bilheteria de estreia da DC, mas o filme também foi o mais barato do estúdio

João Abbade Publicado por João Abbade
Shazam estreia na liderança das bilheterias e dentro das expectativas da Warner

Em sua semana de estreia, o novo filme baseado nos personagens da DC Comics Shazam! performou dentro do esperado pelas previsões de analistas e arrecadou US$ 53,4 milhões — um valor considerado bom para o longa orçado em aproximadamente US$ 100 milhões. Se olharmos para a perspectiva global, a produção comandada por David F. Sandberg faturou US$ 158,7 milhões, com um bom desempenho inclusive no Brasil, onde o filme fez US$ 5 milhões (aproximadamente R$ 20 milhões).

O público que colaborou com a bilheteria de Shazam! nos EUA é 57% masculino e 45% composto de pessoas com menos de 25 anos de idade, indica o levantamento da ComScore. Se compararmos a estreia do longa com seus concorrentes da Marvel, ele se equipara com Homem-Formiga, que teve um orçamento maior (US$ 130 milhões) e uma bilheteria equiparada na semana de estreia (US$ 57 milhões contra US$ 53 milhões de Shazam!). O filme é a menor bilheteria de estreia de um filme da DC nos cinemas, mas vale lembrar que também é o filme mais barato do universo até então.

Em segundo lugar da semana ficou a adaptação do romance de Stephen King O Cemitério Maldito. Com US$ 25 milhões arrecadados na estreia, a produção ficou um pouco acima das expectativas do estúdio, que giram em torno dos US$ 21 milhões, e se tornou a segunda maior estreia de um filme baseado na obra de King — atrás apenas de It: A Coisa, que estreou com US$ 123 milhões em 2017. O filme de terror tem estreia prevista para apenas 9 de maio no Brasil, fugindo da competição com Vingadores: Ultimato em abril.

Já na terceira posição, ficou Dumbo que teve uma queda drástica de 60% desde a sua estreia na semana anterior e arrecadou US$ 18,2 milhões esta semana. O remake da animação da Disney está tendo dificuldades para atingir as expectativas do estúdio: o longa orçado em aproximadamente US$ 170 milhões não emplacou e faturou US$ 213 milhões no mundo todo até agora.

Veja as dez maiores bilheterias da semana abaixo: