Próximo Zelda não será sequência de Tears of the Kingdom, reforça produtor

Eiji Aonuma acredita que jogo de 2023 esgotou as possibilidades para o universo criado em Breath of the Wild

Saori Almeida Publicado por Saori Almeida
Próximo Zelda não será sequência de Tears of the Kingdom, reforça produtor Nintendo/Reprodução

Aparentemente, não existem muitas esperanças para os jogadores que esperam por uma sequência de The Legend of Zelda: Tears of the Kingdom. Eiji Aonuma, lendário produtor da franquia, reforçou recentemente que o jogo lançado neste ano não deve ganhar uma continuação direta.

Em entrevista ao GameInformer, Aonuma explicou que o objetivo para Tears of the Kingdom era expandir e esgotar as possibilidades do universo criado em Breath of the Wild. Na visão do produtor, o game de 2023 é “a forma final daquela versão de The Legend of Zelda” — sugerindo que, no momento e no futuro próximo, não existe ou existirá uma abertura para a terceira parte da história épica.

“Se você pensar, seria uma sequência de uma sequência — o que se torna um pouco maluco. Com Tears of the Kingdom, procurávamos expandir o mundo que criamos em Breath of the Wild e realmente esgotar as possibilidades do que poderíamos colocar nesse universo. Acho que é uma apoteose, ou a forma final daquela versão de The Legend of Zelda. Nesse sentido, não creio que faremos uma sequência direta para um mundo como aquele.”

Em setembro, Aonuma já havia comentado que não existem sequer planos para o desenvolvimento de DLCs de The Legend of Zelda: Tears of the Kingdom. A justificativa, na época, foi semelhante à que o produtor deu agora: a equipe já teria feito ” tudo o que podia para criar diversão naquele mundo”.

The Legend of Zelda: Tears of the Kingdom está disponível exclusivamente para Nintendo Switch.

Fique de olho por aqui para mais atualizações. Aproveite e siga o NerdBunker nas redes sociais TwitterInstagram e TikTok, e entre no nosso grupo no Telegram.

Fonte: GameInformer

div-ad-vpaid-1
div-ad-sidebar-1
div-ad-sidebar-halfpage-1