Museu do Winamp é uma viagem aos primórdios da internet

Pura nostalgia

Marina Val Publicado por Marina Val
Museu do Winamp é uma viagem aos primórdios da internet

Muito antes de existir serviços de streaming de música, quando tudo ainda era mato na internet, existia um programa muito popular chamado Winamp. Lançado em 1997 por Justin Frankel e Dmitry Boldyrev, o aplicativo foi por muitos anos o melhor jeito de arrumar a playlist repleta de faixas com um bit rate duvidoso.

Ele atingiu o auge de sua popularidade no começo dos anos 2000, graças à sua simplicidade, recursos e milhares de skins para personalização. Com o passar do tempo, conforme foram surgindo concorrentes de peso, como o iTunes, e devido a algumas atualizações ruins, ele acabou perdendo a relevância.

Em dezembro de 2013, foi anunciado que o Winamp seria encerrado, só que os planos mudaram pouco tempo depois. Em janeiro de 2014, a marca foi adquirida pela Radionomy, um agregador de rádio online. Apesar de o programa tecnicamente existir até hoje, ele não recebe atualizações desde 2018 – uma eternidade quando se trata de internet – e muitas pessoas mais jovens jamais ouviram falar dele. Existiu até uma promessa de relançamento em 2019 (veja aqui), o que não chegou a acontecer até o momento.

Se você chegou a usar essa relíquia, certamente também personalizava a aparência dele. Para relembrar essa época, um fã criou uma espécie de museu digital que agrega milhares de skins que foram criadas para o Winamp.

Para o usar o site, é só entrar neste link, digitar na busca o tema que você deseja encontrar ou simplesmente clicar no botão “random”. Confira abaixo alguns exemplos com imagens de Evangelion, Dragon Ball, Cowboy Bebop, Zelda e até Cavaleiros do Zodíaco: