Confira uma chuva de plasma diretamente do Sol

O corpo celeste mais importante para nós andou fazendo um belo espetáculo no ano passado. Em julho de 2012, uma tempestade solar de força média erupcionou num dos lados do Sol. Logo depois, aconteceu uma Ejeção de Massa Coronal. Tal ejeção é o evento onde o Sol “cospe” sua própria matéria no espaço, na forma […]

Stephan Martins Publicado por Stephan Martins
Confira uma chuva de plasma diretamente do Sol

ads_ciencia

O corpo celeste mais importante para nós andou fazendo um belo espetáculo no ano passado. Em julho de 2012, uma tempestade solar de força média erupcionou num dos lados do Sol. Logo depois, aconteceu uma Ejeção de Massa Coronal.

Tal ejeção é o evento onde o Sol “cospe” sua própria matéria no espaço, na forma de uma pluma. Mas além disso, outro evento acontecia simultaneamente — uma Chuva Coronal. Na chuva, o plasma quente que foi ejetado é atraído de volta para a superfície do Sol, junto com campos magnéticos, que exercem força suficiente para criar caminhos muito particulares e interessantes.

Enquanto o plasma é atraído, ele se condensa como chuva — uma chuva que possui pouco menos de 50 mil graus Celsius). O evento não serve só pela magnífica beleza, mas pode auxiliar a NASA a traçar os campos magnéticos do Sol.

O vídeo abaixo, capturado por uma das ferramentas mais impressionantes da NASA (o Instrumento AIA do Observatório de Dinâmicas Solares), mostra o vídeo final do evento. O instrumento capturava um frame a cada 12 segundos, então cada segundo de vídeo corresponde a seis minutos em tempo real.

Via The Escapist


Stephan Martins
Stephan Martins curtiu ver que a Terra seria engolfada por um peidinho minúsculo dessa chuva.

.

Mais notícias