Bem Feito une simulação e creepypasta em terror nostálgico | Review

Jogo indie brasileiro da oiCabie entrega experiência divertida e aterrorizante

Paloma Pinheiro Publicado por Paloma Pinheiro
Bem Feito une simulação e creepypasta em terror nostálgico | Review Bem Feito/oiCabie/Divulgação

Se você é fã de videogames e nasceu nos anos 1990, provavelmente jogou Bem Feito no JOGAROTO. Não consegue lembrar de nada? Então cuidado, pois você pode ter perdido algumas memórias desse período.

Brincadeiras à parte, é assim que Bem Feito começa, apresentando um console fictício e um mistério envolvente. Desenvolvido pela oiCabie, o jogo indie brasileiro de terror une elementos de simulação e creepypasta, numa experiência divertidíssima — mas que também pode se tornar aterrorizante.

Um game dentro de outro

Prepare-se para conhecer o garotinho Reginaldo. Imagem: Bem Feito/Captura de tela.

Bem Feito é um daqueles jogos que faz a gente sorrir logo de cara. Ao iniciar o game, o jogador é apresentado ao GAROTRON – um sistema operacional fictício que funciona como um emulador de um console brasileiro que nunca existiu: o JOGAROTO.

A interface do emulador de brincadeirinha, sem dúvidas, funciona como uma máquina do tempo que leva o jogador para a década de 1990 e início dos anos 2000, com direito a muita nostalgia, internet discada e mais.

Nesse contexto, o jogador se depara com um grande mistério. Na época do lançamento, Bem Feito foi um sucesso de vendas do JOGAROTO. Mas, misteriosamente, poucas pessoas lembram do game. Para descobrir o que há por trás desses eventos, o jogador precisa mergulhar no título e desvendar estranhos arquivos que estão protegidos por senhas.

Simulação e creepypasta

Jogador deve ajudar o protagonista com uma série de tarefas diárias. Imagem: Bem Feito/Captura de tela.

A gameplay é focada em simulação e acompanha Reginaldo, um garotinho sorridente, mas que tem uma vida solitária. Assim que o jovem levanta da cama, o jogador deve completar uma série de tarefas diárias enquanto faz algumas escolhas importantes que podem resultar em consequências e finais diferentes. As atividades incluem varrer a casa, tirar o lixo, regar plantinhas e conversar com visitantes inesperados.

Conforme avança no game, o jogador começa a desvendar o mistério por trás do lançamento de Bem Feito. É aqui que a narrativa celebra o terror da creepypasta. Caso você não esteja familiarizado com essa denominação, o termo é uma união das palavras inglesas “creepy” (apavorante, na tradução livre) e “copypasta”, outra fusão que está relacionada à ação de copiar e colar um texto.

Dessa forma, as creepypastas consistem em histórias, rumores e lendas urbanas, que se propagam em um ambiente online. Um dos casos mais famosos, sem dúvidas, é o personagem Slender Man, que invadiu os fóruns de discussão na internet em 2009 e, posteriormente, protagonizou um filme de 2018. O próprio universo dos games inspirou uma série de creepypastas, incluindo a icônica “Ben afogado” — sobre um cartucho amaldiçoado de Zelda: Majora’s Mask.

Bem Feito, então, utiliza desse formato para entregar uma experiência ainda mais imersiva, que prende a atenção do jogador e estimula a curiosidade. Além disso, o visual que mistura pixel art de 32 bits e 3D, aliado a uma trilha sonora marcante, potencializa o tom assustador e macabro que o game assume em alguns momentos.

Mistério divertido e aterrorizante

Solitário em muitos momentos, Reginaldo é gente como a gente. Imagem: Bem Feito/Captura de tela.

Bem Feito é um jogo curtinho, que pode ser finalizado (com direito a platina) em menos de três horas de gameplay. A simulação da vida de Reginaldo é uma delícia de jogar, com tarefas, surpresas e finais diferentes, dependendo das escolhas do jogador.

Durante minha experiência, zerei o jogo duas vezes e, em ambas, me diverti e me vi apavorada em certas situações. Além disso, todo o mistério da creepypasta traz um lado único ao game — que faz o jogador se sentir como um verdadeiro detetive. Portanto, prepare-se para descobrir o que há por trás desse jogo e do icônico console, JOGAROTO — numa experiência cheia de horror e diversão.


Esta review foi feita no PS5 com uma cópia cedida pela QUByte Interactive.

Bem Feito está disponível para PlayStation 5, PlayStation 4, Xbox Series X|S, Xbox One, Nintendo Switch e PC (Steam).

Aproveite e conheça todas as redes sociais do NerdBunker, entre em nosso grupo do Telegram e mais – acesse e confira.

div-ad-vpaid-1
div-ad-sidebar-1
div-ad-sidebar-halfpage-1