Jovem Nerd

E3 2017 traz menos jogos, mas um hype grande para franquias antigas

Recentemente publicamos uma matéria divulgando e analisando dados de jogos anunciados na E3 e posteriormente lançados nos últimos seis anos. A E3 2017 acabou e como sempre ela trouxe quantidades imensuráveis de hype, muitos trailers e gameplays. Mas teve algo que essa E3 não trouxe na mesma quantidade das anteriores: anúncios de novos títulos.

Olhando para os dados, podemos ver que a E3 2017 foi bem diferente das anteriores, tanto na quantidade de novos games, exclusivos e até nos comentários nas redes sociais.

Electronic Arts:

E32017EA

As conferências da E3 tradicionalmente começavam no domingo, mas este ano a EA decidiu adiantar sua apresentação para o sábado. Segundo os dados da Brandwatch, a conferência da EA foi a segunda mais fraca da feira em audiência, com pouco mais de 50 mil comentários nas redes sociais. A distribuidora não fez anúncios bombásticos que poderiam explodir as redes sociais como um possível Skate 4, mas gerou uma boa impressão com A Way Out e Anthem, os novos jogos dos criadores de Brothers: A Tale of Two Sons e Mass Effect respectivamente.

Com 9 jogos apresentados, deles quatro pela primeira vez, a conferência da EA teve um ritmo estranho e até cansativo. Mas — ao olhar para a lista de jogos apresentados — concluímos que a empresa mostrou uma boa gama de títulos para o futuro próximo (Battlefront 2, Need For Speed e EA Sports), mas ainda sim deu pistas de games importantes e que empolgam para o futuro como A Way Out e Anthem. Mesmo assim, muitos sentiram falta de novas notícias acerca do Star Wars dirigido por Ammy Henning, a criadora de Uncharted, e o Star Wars da Respawn (Titanfall), do diretor de God of War 3.

 

ea-play-top-moments-1024x513

Nas redes sociais, a conferência da EA teve um pico de comentários na dobradinha de anúncios de A Way Out e Anthem e com a apresentação dos “Men in Blazers”. Os comentários sobre os “Men in Blazers” normalmente vinham acoplados da palavra “cringe”(vergonha alheia).

Microsoft:

E32017XBOX

A Microsoft foi quem mais apresentou jogos nessa E3, foram 24 títulos de variados tamanhos e estilos, quase 10 a mais do que na sua última apresentação. Apesar de Phil Spencer ter dito que naquela apresentação teriam 42 games, contamos apenas 24 sendo mostrados propriamente; os outros ficaram apenas em montagens de indies ou na montagem final.

A empresa também apresentou mais exclusivos em relação ao ano anterior (três a mais) e o dobro de apresentações de jogos multiplataforma. A conferência também teve mais títulos apresentados pela primeira vez, o que levou a Microsoft superar o ano anterior em absolutamente todos os quesitos.

Nas redes sociais a conferência do Xbox foi um sucesso explosivo. A apresentação teve mais comentários que todas as outras conferências juntas somadas; quase meio milhão de comentários em uma hora e meia. Mas nem tudo na conferência foi ótimo e a brandwatch constata que ouve um número considerável de reclamações quanto ao carro apresentado no palco e o momento forçado de The Darwin Project.

microsoft-top-moments

Entre os jogos mais comentados da demostração estão Assassin’s Creed Origins e o belíssimo Dragon Ball FighterZ. Já entre os jogos de estúdios internos da Microsoft, Sea of Thieves, Crackdown 3 e Forza aparecem quase empatados:

microsoft-games

Bethesda:

E32017beth

A Bethesda ficou com o título de conferência mais fraca em ambos os levantamentos: a empresa foi a que menos apresentou novidades e a que menos recebeu atenção nas redes. Com apenas seis títulos e um formato parecido com uma Direct, da Nintendo, a criadora de Skyrim apresentou seis jogos e quatro deles já haviam sido lançados.

bethesda-highlights

Wolfenstein 2 foi o jogo que encerrou o painel e foi o mais falado nas redes sociais. Contudo, Skyrim — um título de seis anos atrás — foi a palavra mais comentada da apresentação. Graças a versão de Switch (com a roupa do Link) e de VR, o game lançado inicialmente para PS3, Xbox 360 e PC chamou atenção na conferência da Bethesda na E3 2017.

Ubisoft:

E32017UBI

A Ubisoft teve uma das conferências mais amadas da E3. A companhia francesa ficou em segundo lugar dentre as mais comentadas na internet, com 85 mil postagens. Eles tiveram um grande pico de comentários na entrada do lendário Shigeru Miyamoto e, claro, no surpreendente trailer do retorno de Beyond Good & Evil 2. 

A pesquisa da Brandwatch mostrou que 80% da audiência desta apresentação da Ubi era masculina, restando 20% de público feminino. A empresa comandada por Yves Guillemot passa por tempos difíceis enquanto tenta se reinventar e escapar da aquisição hostil por parte da Vivendi. Em comparação aos anos anteriores, a Ubi apresentou muito mais jogos novos, como Mario Rabbids, Skull & Bones e Starlink, além de criar uma boa imagem ao retornar com games que estavam no limbo, como Beyond Good & Evil 2.

ubisoft-highlights-1024x520

Sony:

E32017SONY

A conferência da Sony nesse ano decepcionou bastante gente. Apesar dos dados, a primeira vista, não parecerem ruins — com 22 jogos, 10 premieres e 16 exclusivos, a empresa inflou estes números com títulos menores e de VR. Apesar das dez premieres, Monster Hunter Worlds  foi um titulo novo e massivo. Além dele temos um game para festas, várias novidades para VR e um remake de um clássico de PS2.

A Sony também apresentou muito mais títulos multiplataforma do que no passado e fez um show menos comentado que conferências de empresas multiplataforma como a Ubisoft e a EA. O pico da conferência foi, obviamente, o anúncio do remake de Shadow of the Colossus, mas o jogo de pesca de Final Fantasy também foi muito comentado, mas a enorme parte eram de impressões negativas.

sony-highlights-1024x338

O analista da ICO Partners, Thomas Reisenegger, fez um gráfico mostrando o tipo de anúncio que cada companhia mais fez durante a feira. O que mais impressiona é a massiva quantidade de títulos já anunciados que apareceu na conferência da detentora do PlayStation; algo que não acontecia nos anos anteriores.

“O tipo de anuncio que cada conferência nessa E3 teve. Note que metade dos anúncios da Sony foram de PlayStation VR”

Nintendo:

E32017NINTEDO

A Nintendo teve uma grande conferência e conseguiu balancear entre jogos a serem lançados em 2017 e jogos para o futuro do Switch. Setes jogos foram apresentados, dentre eles Super Mario Odyssey, Xenoblade e Fire Emblem Warrios, todos eles para serem lançados em 2017. Já para o futuro do console a empresa jogou logo todas as suas principais franquias: Pokémon, Kirby, Yoshi e, claro, aquele que deixou fãs com sorriso de orelha a orelha, Metroid Prime 4!

A japonesa teve vários picos, como Mario Odyssey e Kirby, mas nada se iguala a Metroid Prime 4. Também pudera, os fãs esperam por um novo jogo da série a anos e mais anos.

Nintendo-highlights

A Nintendo também foi a empresa que deixou os fãs mais felizes após a E3 2017, é o que aponta o estudo com base no Facebook da Taykey. Segundo o levantamento, 51% dos fãs saíram satisfeitos e fizeram comentários positivos acerca da apresentação. Para termos de comparação, a segunda conferência que mais gerou satisfação, a da Microsoft, teve 38% dos fãs contentados.

Os dois novos consoles de 2017, Xbox One X e Switch, traçaram uma disputa acirrada na E3. O console da Microsoft, que acabara de ser anunciado, foi mencionado apenas 1% mais de vezes em relação ao Switch. De toda forma, o One X foi recebido com mais positividade: 57% das conversas sobre o console intermediário foram positivas, enquanto 45% das conversas sobre o híbrido seguiram o mesmo caminho.

 

Os jogos:

E3-ALL-GAMES-FINAL

Em se tratando dos jogos, surpreendentemente a série tradicionalmente anual, Assassin’s Creed, foi quem reinou a maior feira de videogames do mundo. Em seguida ficou de Metroid Prime 4, mostrando que uma simples logo pode elevar o hype a níveis estelares. Novamente, impressona que anos e anos após o lançamento e Skyrim ainda consegue ficar entre o top 10 de games mais falados em uma feira que apresentou dezenas de novos títulos.

A E3 2017 pode não ter tido tantos anúncios de novos jogos, mas o hype da feira continuou nas alturas e o Facebook constatou que 17 milhões de pessoas comentaram sobre a feira na rede durante estes quatro dias de duração.

Lista de atalhos

Acesso rápido

Controles do player