YouTube proíbe vídeos de teorias da conspiração que possam causar violência no mundo real

Empresa anunciou mudanças na política contra ódio e assédio

Fernanda Talarico Publicado por Fernanda Talarico
YouTube proíbe vídeos de teorias da conspiração que possam causar violência no mundo real

O YouTube anunciou nesta quinta-feira (15) uma mudança importante em sua política de moderação de vídeo. A plataforma começará a proibir conteúdos que contenham teorias da conspiração que promovam atos violentos no mundo real.

Segundo informações do The Verge, a empresa emitiu um comunicado no qual explica que as políticas sobre ódio e assédio passaram por alterações e agora proíbem conteúdos direcionados a um indivíduo ou grupo que sofra violência em decorrência de teorias conspiratórias.

O YouTube revelou também ter retirado do ar vídeos relacionados com o grupo conspiracionista americano QAnon, em especial aqueles que ameaçavam explicitamente indivíduos e que negam e existência de grandes eventos históricos. Algumas redes sociais, como o Facebook e o Instagram, também baniram conteúdos relacionados ao movimento.

A plataforma de vídeos disse ainda que a decisão é resultado de uma iniciativa de anos que visa reduzir a desinformação.