Xbox Cloud Gaming traz nova maneira de jogar aos brasileiros; veja nossas impressões

É possível jogar títulos do Xbox Game Pass de forma instantânea no PC e dispositivos móveis

Tayná Garcia Publicado por Tayná Garcia
Xbox Cloud Gaming traz nova maneira de jogar aos brasileiros; veja nossas impressões

O Xbox Cloud Gaming é um novo serviço da Microsoft focado no streaming de jogos, que chegou oficialmente ao Brasil na última quinta-feira (30) em versão beta.

Exigindo apenas uma assinatura ativa do Xbox Game Pass Ultimate, o serviço possibilita jogar no PC, celular ou tablet pela nuvem — ou seja, sem precisar de uma máquina potente, apenas uma conexão com a internet.

Há alguns meses, tivemos a oportunidade de testar uma versão inicial do Cloud Gaming e, agora após o lançamento, fizemos testes para ver o que foi melhorado, como está funcionando e qual é o potencial do serviço.

Um clique para jogar

O Xbox Cloud Gaming funciona de maneira bem simples. Primeiro, é preciso acessar o serviço pelo PC ou dispositivo móvel, seja pelo site ou aplicativo Xbox. Em seguida, conectar um controle via cabo ou bluetooth, podendo ser Xbox One e Xbox Series ou até DualShock 4 e DualSense.

Então, só selecionar um jogo disponível no catálogo. Não é preciso instalar nada, apenas clicar em “Jogar”. É impressionante como leva apenas um clique e poucos segundos de espera para que comece a rodar, puxando automaticamente os saves que o jogador tiver em sua conta.

Há jogos com comandos de toque disponíveis, em que os botões foram pensados para deixar a jogatina confortável

Fizemos testes com vários jogos, desde alguns disponíveis em retrocompatibilidade do Xbox 360 até lançamentos, no computador e em um smartphone — e a experiência nas plataformas foi bem parecida.

De forma geral, o visual dos jogos fica bem satisfatório ao rodar na nuvem. Por se tratar de uma transmissão, dá para notar um pouco de artefatos de compressão e leves embaçamentos, mas nada que chegue a atrapalhar ou impedir a jogatina.

Em relação à latência, parece que varia de um título para outro, mas é bem baixa na maioria dos jogos. Gears 5 e Hades, por exemplo, contam com performances em que é o lag quase imperceptível, mas já Doom Eternal foi um pouco prejudicado.

No entanto, é preciso ressaltar que latência e qualidade visual dependem muito da qualidade da internet. Esse é um ponto importante do Cloud Gaming, uma vez que é necessário ter uma conexão estável para ter uma boa experiência. Qualquer instabilidade na rede gera pequenos travamentos, que afetam gameplay e imagem.

Mas uma melhoria significativa na versão atual é justamente relacionada à conexão. É possível escolher para jogar com internet de 2.4GHz ou 5GHz, e a diferença entre as opções era gritante antes do lançamento. Agora, usar 2.4GHz ainda faz com que os jogos rodem de forma lisa e sem problemas.

Sim, Skyrim também roda no Xbox Cloud Gaming, para a surpresa de ninguém

A performance do Xbox Cloud Gaming parece levemente superior à versão em acesso antecipado, com o lançamento oficial da versão beta no Brasil.

Ainda não é totalmente perfeita, mas funciona bem e até de forma surpreendente, por não se tratar da versão final do serviço. Isso significa que ainda há muitos ajustes, melhorias e expansões que serão feitas pela Microsoft, como a ideia de levar o serviço às Smart TVs.

O Cloud Gaming ainda tem potencial em tornar o catálogo imenso do Xbox Game Pass e os lançamentos da nova geração mais acessíveis aos jogadores, possibilitando que até alguém que não tenha um console possa aproveitar os jogos atuais no celular. Afinal, videogame é um hobby caro, ainda mais no Brasil, e um serviço como esse é uma ótima alternativa de se ter no mercado.


O Xbox Cloud Gaming já está disponível para PC, Android e iOS para assinantes do Xbox Game Pass Ultimate.

Mais notícias