Watch Dogs: Legion | Multiplayer traz arena de robôs-aranha e novas missões desafiadoras

Confira nossas primeiras impressões!

Priscila Ganiko Publicado por Priscila Ganiko
Watch Dogs: Legion | Multiplayer traz arena de robôs-aranha e novas missões desafiadoras

Como forma de continuar explorando uma Londres virtual e cheia de possibilidades, o jogo Watch Dogs: Legion terá, em breve, um modo multiplayer gratuito.

O multiplayer chega em 9 de março, mas nós do NerdBunker já tivemos a oportunidade de testá-lo, completando missões com outros jogadores e também lutando em uma arena com robôs-aranha.

Ao entrar no jogo, há um menu para acessar uma espécie de lobby multiplayer que permite unir-se a uma sessão aberta ou criar uma sala privada que apenas seus amigos podem acessar.

A partir desta escolha, o mundo de Watch Dogs: Legion fica disponível para exploração com até quatro membros na equipe. É possível andar pelas ruas e pegar carona nos carros guiados pelos aliados ou aceitar missões em grupo.

É possível dar uma voltinha de drone com os amigos

Um dos aspectos que muda quando se está no multiplayer é o recrutamento de NPCs, que passa a ser baseado em créditos ao invés de missões. Os personagens possuem diferentes valores para serem recrutados e também é possível aprimorar suas habilidades, comprar equipamentos específicos e mais, tudo usando o sistema de créditos.

Explorar o mundo junto com uma equipe naturalmente causa momentos hilários, e as decisões questionáveis de seus colegas podem causar problemas para você também, portanto, esteja preparado para fugir da polícia caso alguém faça algo de errado.

Junto dos meus companheiros de equipe, completei uma série de missões que misturavam objetivos como invadir uma base perto do mar e depois navegar até uma minúscula ilha para desativar algumas armas extremamente perigosas.

Assim como no jogo principal, ter o personagem certo para evitar chamar a atenção torna a vida do grupo muito mais fácil. Vestindo o uniforme dos soldados inimigos, pude atravessar uma construção sem levantar suspeitas e roubar dados importantes para completar as tarefas enquanto meus colegas ficaram monitorando o progresso usando as câmeras de segurança do local para me guiar.

Exercitar o trabalho em equipe nas missões do mundo aberto é divertido, mas o verdadeiro desafio está em um outro modo.

Missões realmente difíceis

Operações táticas exigem trabalho em equipe e precisão

Para as equipes bem coordenadas que acharam as tarefas do mundo aberto fáceis demais, o multiplayer de Watch Dogs: Legion também oferece um modo diferente, focado na estratégia e execução perfeita de planos.

Este modo tático conta com uma sequência de cinco missões que exigem bastante coordenação entre o time, que pode ter até quatro pessoas. Durante o meu teste, a primeira delas pedia para que dois dispositivos, localizados em extremos opostos da cidade, fossem ativados ao mesmo tempo, obrigando a equipe a se dividir em dois.

O local onde o dispositivo estava era de difícil acesso, em um galpão cheio de inimigos por todos os lados. Passar despercebidos usando muita furtividade e criando distrações foi essencial para que conseguíssemos chegar até o dispositivo. Também vale enfatizar a importância de se comunicar bem, uma vez que não bastava apenas chegar até o objetivo, mas também ativá-lo ao mesmo tempo que a outra metade da equipe, que estava na outra ponta da cidade. Para ajudar a coordenar atividades deste tipo, o jogo oferece comunicação por voz.

Ao ativar os dispositivos, as duas duplas foram atacadas por uma horda de inimigos implacável. Logo percebemos que seria um grande desafio: se duas pessoas que estavam na mesma base caíssem, a missão teria que ser reiniciada pois não daria tempo de atravessar Londres para salvá-las.

Refizemos a missão algumas vezes até encontrarmos um bom local para lidar com a grande quantidade de inimigos. Após completarmos esta etapa, nos reunimos para realizar o resto do objetivo, que correu bem (ufa!).

Foi na próxima etapa que encontramos um desafio impossível de superar. A segunda missão deveria ser cumprida de forma completamente furtiva, ou de alguma outra que não descobrimos a tempo até o fim do limitado tempo de teste que tivemos, e gastamos uma boa hora tentando de todas as formas fugir de sentinelas robôs que nos derrubavam em apenas dois tiros.

Apesar de não termos conseguido, bolamos diversas estratégias ao longo das tentativas — inclusive uma de sair no soco com as sentinelas enquanto elas soltavam mísseis, o que não deu nada certo, mas foi extremamente engraçado.

Robô-aranha

Nada melhor do que destruir amizades usando um robô-aranha

Após passarmos todo esse tempo jogando em equipe, resolvemos testar o último modo disponível, acabando assim com qualquer amizade e sentimento de união que tínhamos construído até então.

Colocando os jogadores um contra o outro, a arena de robôs-aranha é caótica e divertida. Cada um controla um robô, capaz de pular super alto, atirar e também de interagir com o cenário para levantar e abaixar paredes em locais específicos.

Grandes hologramas representando vida e armas mais poderosas ficam espalhados pela arena, e os jogadores podem passar através deles para equipá-los ou recuperar HP. Entre as armas, destacam-se o laser, que é capaz de explodir uma rival rapidamente mas é difícil de mirar, e a espingarda, que causa dano massivo quando utilizada perto do inimigo.

É possível personalizar a aparência do robô e garantir que os inimigos saibam exatamente quem é o grande responsável por explodi-los em pedacinhos.

O modo multiplayer de Watch Dogs: Legion traz desafios imensos (e intensos!) para quem estiver disposto a investir mais algumas horas no jogo. Seja explorando Londres com amigos, bolando planos mirabolantes e ridiculamente precisos para completar missões ou atirando freneticamente nos robôs inimigos, o conteúdo adicional traz novas opções para quem quer ficar um pouco mais.

Watch Dogs: Legion está disponível para PC, PS4 e Xbox One. Confira nosso review!