Vídeo mostra prédio histórico de 7600 toneladas “andando” até seu novo local na China

Um feito impressionante

Marina Val Publicado por Marina Val

Construída em 1935, a escola primária Lagena estava ameaçada por conta de um novo projeto nas proximidades. Para evitar a demolição do prédio histórico, os engenheiros optaram por uma opção inovadora: levantar totalmente a construção de 7600 toneladas e colocá-lo sobre 198 pernas robóticas especialmente projetadas.

Segundo a CNN, os suportes desenvolvidos pela Shanghai Evolution Shift agem em dois grupos que se alternam para levantar e abaixar, imitando os passos humanos. Além disso, foram colocados sensores para controlar como o prédio se moveria para frente.

Ao longo de 18 dias, a escola foi rotacionada em um ângulo de 21 graus e “andou” por 61,7 metros até chegar ao destino. A relocação foi concluída em 15 de outubro e o prédio vai se tornar um centro de proteção ao patrimônio e educação cultural.

Essa não é a primeira vez que uma construção histórica grande é movida de local em Xangai. Em 2003, o Shanghai Concert Hall, construído em 1930, foi movido 66 metros para dar espaço para uma rodovia. Em 2017, um templo budista de 135 anos e 2000 toneladas foi movido cerca de 30 metros por questões de segurança.

O que tornou a escola primária particularmente difícil de ser transportada foi o formato irregular, similar a um T, enquanto todos os outros prédios eram retangulares. Por conta disso, uma nova tecnologia precisou ser utilizada.