Tudo sobre Gorr, o vilão de Thor: Amor e Trovão

Carniceiro dos Deuses da Marvel será interpretado pelo ex-Batman Christian Bale

Gabriel Avila Publicado por Gabriel Avila
Tudo sobre Gorr, o vilão de Thor: Amor e Trovão

Há quem acredite que toda boa história de super-heróis precisa de um grande vilão para colocar as habilidades do protagonista à prova. Se esse for o caso, o Deus do Trovão da Marvel estará mais do que bem servido em Thor: Amor e Trovão, filme que vai apresentar Gorr, o Carniceiro dos Deuses.

No ano em que completa uma década desde sua primeira aparição nas HQs, o matador de divindades chegará aos cinemas em grande estilo. Isso porque o Marvel Studios foi certeiro ao escalar ninguém menos do que Christian Bale para dar vida a uma das maiores ameaças que o Filho de Odin já enfrentou nos quadrinhos.

Criado na revista Thor: O Deus do Trovão por Jason Aaron (Escalpo) e Esad Ribic (Guerras Secretas), Gorr aprendeu desde cedo a honrar e confiar nos deuses para que eles retribuíssem com bênçãos. Foi a essa ideia que ele se agarrou por boa parte da vida, um período marcado por miséria e luto, já que perdeu mãe, esposa e filhos por insolação, terremoto e até ataques de animais selvagens.

Após perder a esposa e um dos filhos de uma vez, Gorr se revoltou contra os deuses e passou a negá-los. Segundo ele, as divindades não ouviam as preces de seu povo porque não existiam. Essa espécie de ateísmo fez com que a população de seu planeta o considerasse um herege ao ponto de apedrejá-lo e expulsá-lo da aldeia.

Gorr na HQ Thor Carniceiro dos Deuses
Gorr apedrejado por seu povo nas HQs do Thor

Sozinho e sem esperança, ele passou a vagar pelo deserto até dar de cara com uma explosão. Para sua surpresa, o estouro veio da queda de dois deuses que se feriram durante uma batalha. Em choque, ele descobriu que as divindades no fim existiam de verdade, mesmo nunca tendo aparecido nas várias vezes em que ele e sua família precisaram para escapar da morte.

Um dos combatentes ainda estava vivo e pediu ajuda para Gorr, cujo ódio atraiu a armadura da divindade caída. O artefato sombrio se moldou em uma espécie de punhal em que o alienígena usou para matar seu primeiro deus. A partir daí, ele usa sua mais nova arma, que tem o poder para se transformar em diferentes objetos como uma armadura, para sair em uma jornada para se vingar das entidades.

Gorr mata seus primeiros deuses nas HQs de Thor
Gorr mata seu primeiro deus e parte em busca de mais sangue

A jornada trouxe o Carniceiro dos Deuses até a Terra do século IX, onde ele teve seu primeiro encontro com Thor. O vilão venceu o primeiro embate e chegou a prender e torturar o Deus do Trovão, que se soltou com a ajuda de vikings que o idolatravam. Após se soltar, o Filho de Odin chegou a decepar um braço de Gorr, que prontamente o substituiu com a ajuda de sua arma, a Necroespada.

Esse foi o início de uma rivalidade que durou milênios. É notável a dedicação do vilão, que continuou caçando o Asgardiano enquanto colocava em prática o plano de exterminar divindades em todos os tempos, objetivo que o levou a assassinar toda uma raça de deuses do tempo para conseguir o poder viajar através das eras.

Thor luta contra Gorr
O primeiro encontro entre Thor e Gorr

A ligação entre Gorr e os simbiontes

Anos após aparecer pela primeira vez nas mãos de Gorr, a Necroespada ganhou uma história de origem nas HQs. Os quadrinhos do Venom revelaram que ela nada mais é do que o primeiro do universo Marvel, criada por Knull, o deus da escuridão. Forjada na cabeça de um Celestial morto a partir de escuridão viva, a arma ganhou o nome de Negritude e foi empunhada por Knull em uma cruzada para matar outros deuses, que invadiram a escuridão do vazio e o preencheram com vida.

Foi durante essa missão para assassinar deuses que Knull entrou em uma batalha em que acabou ferido no planeta de Gorr, que assumiu o controle da Necroespada, o que cortou a ligação entre a divindade e os simbiontes que ela havia criado. No futuro, um desses vários simbiontes viria a se tornar o famoso traje preto do Homem-Aranha que evolui em Venom, mas isso é história para outra hora.

Knull criando a Necroespada usada por Gorr, o vilão de Thor
Knull, o deus dos simbiontes, criando a Necroespada

De qualquer forma, é interessante notar que Gorr pode trazer os simbiontes para o Universo Cinematográfico da Marvel. O primeiro trailer completo de Thor: Amor e Trovão mostra o vilão empunhando a espada e também andando por um cenário escuro que parece vivo, o que indica que o MCU deve deixar a abertura para que a arma tenha sim origem simbionte.

Thor: Amor e Trovão Gorr e a Necroespada. Simbiontes de Venom no MCU?
Necroespada de Gorr vai trazer os simbiontes para o MCU?

Além disso, tanto o trailer quanto o primeiro teaser mostram uma batalha em Nova Asgard em que o herói e os asgardianos combatem criaturas sombrias com tentáculos e dentes afiados. Ao que tudo indica eles podem ser os Selvagens Negros (Black Berserkers), um exército de bestas criado por Gorr com a ajuda da Necroespada.

Considerando que esses seres são uma espécie de simbionte, é possível que a arma seja a primeira semente plantada pela Marvel para a criação de um Venom que não tenha ligações com a ciência – como acontece com a versão da Sony interpretada por Tom Hardy.

Servos Negros, os Black Berserkers, de Thor
Servos Negros nas HQs e no trailer de Thor: Amor e Trovão

Especialmente porque foi justamente esse Venom que deixou um pedaço de simbionte no universo principal do Marvel Studios na cena pós-créditos de Homem-Aranha: Sem Volta Para Casa. Buscar ligar esse tipo de criatura com Gorr, e não com os filmes da Sony, talvez seja a forma do MCU de manter total controle criativo sobre o Amigão da Vizinhança, sem necessariamente precisar de aprovações do outro estúdio. Porém, tudo depende de como a jornada de Gorr terminará em Thor: Amor e Trovão.

Com direção de Taika Waititi e retorno de Chris Hemsworth, Natalie Portman e Tessa Thompson, o quarto filme solo do Deus do Trovão tem estreia marcada para 7 de julho nos cinemas do Brasil.

div-ad-vpaid-1
div-ad-sidebar-1
div-ad-sidebar-halfpage-1