De Top Gun a Missão: Impossível: Como Tom Cruise desafia o perigo em cenas de ação

Ator retorna ao papel de Maverick depois de 36 anos com sequência de Ases Indomáveis

Pedro Siqueira Publicado por Pedro Siqueira
De Top Gun a Missão: Impossível: Como Tom Cruise desafia o perigo em cenas de ação

Quem acompanha os filmes de Tom Cruise sabe que o astro costuma rir na cara do perigo. Com quase 60 anos de idade, quatro décadas de carreira e sendo um dos atores mais bem-sucedidos de Hollywood, ele não desanima de fazer as próprias acrobacias, por mais perigosas que possam ser, sem o auxílio de dublês.

Sabendo tudo disso, você até poderia pensar que o céu é o limite para o astro, mas até isso deve virar balela, porque Cruise retorna rasgando os céus mais uma vez a bordo dos poderosos caças da marinha em Top Gun: Maverick, que estreia em 26 de maio, e ainda se prepara para ir ao espaço (sério) em seu próximo filme de ação. Pensando nisso, resolvemos listar as cenas mais incríveis já feitas pelo ator, começando justamente pelo novo longa.

Maverick chega aos cinemas brasileiros no dia 26 deste mês, após dois anos de diversos adiamentos, e 36 anos depois de Top Gun: Ases Indomáveis. Embora, dessa vez, Cruise não tenha tido autorização da força aérea norte-americana para de fato pilotar um caça, ele esteve no comando de outras aeronaves nas filmagens, em cenas não menos perigosas.

Em vídeo dos bastidores do longa, Cruise explicou como ele e a nova geração de pilotos, incluindo Miles Teller (Whiplash), fizeram um treinamento intensivo com a Marinha, com direito a um exercício debaixo d’água que dá aflição só de olhar.

Se Cruise parece tranquilo e pronto para enfrentar qualquer loucura que o roteiro pedir, possivelmente é porque o astro já quebrou muito a cabeça (e alguns ossos) levando complexas sequências de ação à tela. O maior exemplo disso é a franquia Missão: Impossível.

Só no filme mais recente, Efeito Fallout (2018), Cruise pilota helicópteros e salta em queda livre de um avião em movimento, até ser derrotado pela gravidade durante as filmagens de uma perseguição a pé.

Tom Cruise manobra helicóptero em Efeito Fallout

Durante as filmagens em telhados de Londres, Cruise deveria saltar de um prédio ao outro, mas o poder da matemática deixou o astro na mão, porque o intérprete do espião Ethan Hunt aparentemente calculou errado a distância do salto e deu com a perna em cheio no concreto, quebrando dois ossos do tornozelo e paralisando as filmagens por quatro meses.

Se a cena já parece dolorosa só de imaginar, espere até você conferir o vídeo (naturalmente, recomendamos seguir por sua conta e risco):

Voando alto

No quinto filme da franquia, Missão Impossível – Nação Secreta (2015), Cruise também se meteu com aviões e altura, só que dessa vez do lado de fora. Na sequência mais memorável do longa, Ethan Hunt precisa se infiltrar em uma aeronave inimiga. O que o herói não conta é que os vilões decolam, forçando o espião a se segurar pela vida ao elevar a ação às alturas.

Nas filmagens, Cruise estava preso por um cabo à lateral de um Airbus A400M, voando a uma altura de 1.000 pés (ou 304 metros), e se movendo a 185 km/h. Se já é aterrorizante pensar em ter que fazer algo do tipo apenas uma vez, saiba que o ator exigiu oito tomadas da cena até se dar por satisfeito. Mas ele ainda ia encarar um outro desafio. Este, literalmente, de tirar o fôlego.

Na cena em questão, Ethan Hunt precisa arrombar um cofre submerso em um tanque de água. Apesar de contar com efeitos digitais, a sequência teve Cruise submerso de verdade na água, chegando a prender a respiração por até seis minutos. A tarefa parece até fácil em teoria, mas imagine manter o controle tendo que se movimentar para todo lado.

Cruise teve treinamento para diminuir frequência cardíaca

No making of da sequência, o astro conta que passou por um treinamento especial para conseguir não apenas manter a respiração na água, como também diminuir sua frequência cardíaca.

No topo do mundo

Em Missão: Impossível – Protocolo Fantasma (2011), o astro escalou nada menos do que o edifício mais alto do mundo. Na cena em questão, Cruise subiu um percurso de cerca de 500 metros nas janelas do Burj Khalifa, em Abu Dhabi, pendurado por cabos em uma espécie de cinta especial. Mas a escalada era só o começo, porque depois, o ator caiu cerca de quatro andares e depois correu descendo pelas janelas até se equilibrar novamente.

A tensão, claro, não evitou que ele também se divertisse um pouco, com direito a uma selfie muito estilosa no topo do edifício, a mais de 800 metros do chão.

Muitos poderiam pensar que a excentricidade de Tom Cruise seria justamente por diversão, mas o astro já revelou que faz as próprias cenas justamente por ter imenso respeito pelos profissionais do time de dublês, como também por questões técnicas de filmagem.

Tom Cruise no topo do Burj Khalifa. Tem coragem?

Falando ao ScreenRant em 2021, ele explica:

“Tem a ver com como vamos contar as histórias. Se eu fizer as cenas, podemos colocar câmeras em lugares que, normalmente, nunca conseguiríamos.”

Não dá para negar ter o próprio ator em cena adiciona um nível a mais de realismo e tensão em cena. Resta aos fãs esperar quais cenas incríveis os trailers de Top Gun: Maverick não revelaram. E a expectativa de qual será o próximo passo do astro, e quais as novas maneiras que ele vai inventar para deixar a gente suando frio.

div-ad-vpaid-1
div-ad-sidebar-1
div-ad-sidebar-halfpage-1