Todo o Dinheiro do Mundo | Ridley Scott enviará versão não finalizada para o Globo de Ouro

O prazo máximo para exibição do filme para os votantes se encerra no dia 4

João Abbade Publicado por João Abbade
Todo o Dinheiro do Mundo | Ridley Scott enviará versão não finalizada para o Globo de Ouro

Ridley Scott terá que enviar uma versão não finalizada de Todo o Dinheiro do Mundo para o Globo de Ouro. O diretor terminou as refilmagens sem Kevin Spacey no dia 20 de novembro e agora terá que exibir o filme para os votantes no próximo dia 4.

O tempo curto não permitiu que a equipe terminasse a edição no prazo para enviar os filmes a Hollywood Press Association. Assim, o estúdio tinha duas opções: não concorrer ao prêmio, ou, enviar um corte não finalizado do longa. Eles optaram pela segunda.

Para serem elegíveis na premiação, os filmes precisam ser exibidos para os votantes até o dia 4 de dezembro de 2017. Os votantes do Globo de Ouro irão enviar seus votos a organização no dia 7 de dezembro.

Antes das denúncias de assédio sexual, Spacey interpretaria J. Paul Getty, um magnata do petróleo que se recusou a pagar resgate de seu neto sequestrado. Após a recusa os sequestradores enviaram uma suposta orelha do neto à imprensa. Para este papel Spacey usou muita maquiagem e próteses para ficar irreconhecível.

Plummer substituiu o ator de supetão e filmou suas cenas como Getty ao lado dos outros atores do filme e do diretor Ridley Scott em apenas algumas semanas. No momento o filme está em um intenso processo de pós-produção para substituir os atores.

A Sony garantiu que o filme continuará com a data de lançamento de 22 de dezembro de 2017, nos EUA. No Brasil, a previsão de estreia é para 18 de janeiro de 2018. Estima-se que as refilmagens devam custar cerca de US$ 10 milhões para o estúdio.

div-ad-vpaid-1
div-ad-sidebar-1
div-ad-sidebar-halfpage-1