O que o final de Thor: Amor e Trovão significa para o futuro do personagem no MCU

Novo longa da Marvel dá pistas de próximas aventuras

Camila Sousa Publicado por Camila Sousa
O que o final de Thor: Amor e Trovão significa para o futuro do personagem no MCU

Thor: Amor e Trovão está em cartaz nos cinemas e, como todo filme da Marvel, está repleto de pistas para o futuro do personagem e do MCU.

Na lista abaixo, explicamos onde o longa deixa o personagem e o que podemos esperar de suas próximas aventuras.

[Cuidado: grandes spoilers de Thor: Amor e Trovão a partir daqui]

O novo propósito de Thor Odinson

Thor Odinson

Para quem estava esperando um final romântico por conta do título, Thor: Amor e Trovão se afasta dessa ideia e mostra o personagem de Chris Hemsworth no papel de pai.

Ao final do longa, Gorr, o Carniceiro dos Deuses, consegue chegar até o local conhecido como Eternidade, para pedir que todos os deuses sejam eliminados. No entanto, ao ver o sentimento entre Thor e Jane Foster, o vilão muda de ideia e pede para que sua filha Love (Amor, na versão brasileira) seja revivida.

Após uma despedida tocante, Gorr pede que Odinson cuide da garota e morre. Ao mesmo tempo, Jane Foster também dá adeus ao herói e seu corpo se transforma em uma energia dissipada ao vento. Com isso, Thor e a menina ficam lado a lado e o Deus do Trovão cumpre sua promessa.

O longa termina com Korg narrando como Thor e Love passaram a fazer missões juntos e são conhecidos como Amor e Trovão. A produção também mostra Odinson como um grande paizão, insistindo para que a garota tome café da manhã e calce botas.

O encerramento foi um pouco inesperado para quem imaginava um amor romântico por conta do título do longa. Ao ressignificar o que Thor precisava em sua vida, Taika Waititi deixou o futuro em aberto para que o personagem embarque em várias missões ao lado de Love. Curiosamente, a filha de Gorr não existe nos quadrinhos da Marvel, o que deixa o estúdio com ainda mais liberdade para trabalhar os próximos passos, tanto de Amor, quanto de Trovão.

Próximo inimigo de Thor

Zeus em Thor: Amor e Trovão

O novo filme termina com a mensagem que “Thor retornará”, e essa volta será com um antagonista já estabelecido. Em uma das cenas pós-créditos de Thor: Amor e Trovão, a Marvel apresenta Hércules, filho de Zeus, interpretado por Brett Goldstein (o Roy Kent de Ted Lasso). A sequência mostra que o personagem irá atrás do herói a mando do pai, que não está satisfeito após ser derrotado e nem com o fato dos humanos adorarem os heróis e não os deuses.

Resta saber, no entanto, se Thor voltará em um possível quinto filme solo, ou se sua jornada será mostrada em filmes reunindo outros personagens da Marvel.

Futuro de Jane Foster na Marvel

Jane Foster em Thor: Amor e Trovão

A volta de Natalie Portman foi muito celebrada pelo público, especialmente pela personagem Jane Foster assumir o manto da Poderosa Thor. Antes da estreia do longa, fãs chegaram a especular que ela se tornaria a nova Thor do MCU, mas essa não foi a direção da história.

Ao final de Thor: Amor e Trovão, Jane se sacrifica para ajudar Thor a derrotar Gorr. Mesmo sabendo que usar o Mjölnir a deixaria fraca em sua luta contra um câncer, ela toma a decisão de virar a heroína uma última vez, e morre nos braços de Odinson.

A segunda cena pós-créditos mostra que, por ter morrido em batalha, Jane conquistou o direito de ir para Valhalla, o “paraíso” da cultura nórdica. Ainda que o trecho sirva como um bom encerramento para a personagem, também não dá para descartar a possibilidade de Jane ser mostrada outras vezes em Valhalla, caso o local seja explorado futuramente no MCU.

Com o Mjölnir de volta nas mãos de Odinson, é improvável que Jane volte a aparecer nos cinemas como Poderosa Thor. Vale lembrar, no entanto, que a personagem é revivida nos quadrinhos da Marvel e depois se torna uma Valquíria. Será que veremos isso no futuro?

E os Guardiões da Galáxia?

Guardiões da Galáxia em Thor: Amor e Trovão

Os trailers de Thor: Amor e Trovão já indicavam que os Guardiões da Galáxia apareceriam no filme. Ao final de Vingadores: Ultimato, o Deus do Trovão deixa Nova Asgard junto com a equipe, em busca de novas aventuras.

Já o filme em si tem uma participação pequena dos Guardiões, mostrando os personagens apenas no começo do primeiro ato. As cenas revelam que Thor começou uma espécie de “retiro” durante seu período com a equipe, e é chamado para resolver algum problema de vez em quando.

Quando percebe que os deuses são alvo de uma nova ameaça, Thor deixa a companhia dos Guardiões da Galáxia e segue sua jornada ao lado de Korg. Com isso, Thor: Amor e Trovão dá poucas pistas sobre o futuro da equipe liderada por Peter Quill.

Curiosamente, a missão para ir atrás da nova versão de Gamora não é citada aqui, o que pode indicar que os desajustados ainda passarão por essa etapa, talvez em Guardiões da Galáxia Vol. 3 ou no aguardado especial de Natal, que deve ser lançado em dezembro deste ano.

Thor: Amor e Trovão está em cartaz nos cinemas.

div-ad-vpaid-1
div-ad-sidebar-1
div-ad-sidebar-halfpage-1