Jovem Nerd

NerdBunker

The Crew 2 | Velocidade máxima na entrevista com os desenvolvedores

The Crew 2 chega às lojas na sexta-feira próxima (29) e a Ubisoft convidou o diretor do game, Stéphane Beley, e Julien Charpentier, diretor narrativo para um bate papo com a imprensa sobre a continuação da única franquia do Ivory Tower Studios.

Quando digo isso, não quis dizer que o estúdio tem apenas essa franquia de corrida, mas que ela é filha única em todos os sentidos. São dez anos de estúdio, mais de 300 pessoas trabalhando junto ao game e os esforços direcionados para uma única propriedade intelectual que deu as caras em 2014, acumulando mais de 14 milhões de jogadores pelo mundo (números que o próprio diretor narrativo nos forneceu durante a apresentação).

Stéphane está envolvido com The Crew desde o primeiro título e explica que agora o clima de descontração é proveniente do universo do “motorsport” que o novo jogo se propõe. Sem mortes, vinganças e rancores profundos, o lance agora é se divertir num festival de velocidade e desafios radicais.

Julien ressalta esse aspecto com um mini documentário exibido durante nossa sessão de testes, que mostra as diferentes tribos de amantes por esportes motorizados dos Estados Unidos. Se você está familiarizado com a cena, sabe que se algo tem motor, alguém está tentando apostar corrida com ele. Rachas de rua, sleepers, dragsters, barcos grandes, pequenos, hovercrafts, motocicletas, monomotores, cada um deles com seu nicho, suas paixões.

O termo “família” serve para designar bem cada um desses conglomerados, com suas próprias regras e acessórios. O diretor narrativo de The Crew 2 disse que eles tentaram expressar ao máximo esse sentimento de paixão por motores dentro do jogo, que consegue representar à sua maneira todo o território norte americano, de montanhas à pântanos, praias e desertos.

Em determinado momento da nossa conversa, perguntei a Stéphane sobre o balanceamento de The Crew 2 entre simulação e “arcade racer”. É óbvio que o novo game da Ubisoft tem um apelo muito mais casual do que um Gran Turismo Sport da vida, mas existem categorias de disputa dentro do jogo que exigem mais do que apenas apertar o botão do acelerador. Isso e o fato do game trazer consigo uma extensa área avançada de tuning, que possibilita a alteração do tempo de marchas, cambagem, aerofólios, pressão dos pneus, todas essas coisas que os viciados em Forza ou Gran Turismo vão se amarrar. Segundo o diretor:

Eu acho que é muito importante o jogo ser acessível para todos. Eu quero que as pessoas joguem e se divirtam, e se alguma delas quiser uma experiência mais profunda, poder alterar o tempo de marchas, dos freios, aerofólios em busca de algo mais desafiador, cabe a você escolher. É tudo livre.

Ambos os diretores diretores ressaltaram essa liberdade que diz respeito às pistas e demais exageros dentro do jogo. “Em The Crew 2 a gente pega a realidade e joga a nossa realidade por cima, sabe?”, explicava Julien enquanto me colocava para correr nos terraços de alguns prédios após saltar por uma mini rampa instalada num dos becos de Nova York. “Existe a cidade como a gente conhece, com todas as ruas e cantinhos famosos, mas em The Crew 2 ela também está disposta numa versão completamente nossa”, finalizou.

A sensação de velocidade também permanece nas trocas aceleradas de veículos dentro do jogo. “Trocar entre carros, motos, aeronaves ou barcos em tempo real, faz a gente manter o nosso momentum, e mesmo que seja completamente fantasia, é legal capturarmos nossa própria história e dividir com os amigos”, dizia um empolgado Stéphane.

O maior acerto de The Crew 2 continua sendo o seu mapa, uma criação virtual dos Estados Unidos, de ponta a ponta. O diretor me garantiu que o tamanho continua o mesmo, apesar de parecer maior, mas isso Julien me explicou que é uma impressão devido ao fato de que agora podemos explorar cada centímetro dos cenários, seja via barco ou avião.

Mas e para preencher todo esse espaço com atrativos cada vez maiores jogadores para o título? Stéphane garante que não vão faltar atividades para fazer. Isso também porque agora o jogo está dividido em modalidades específicas, com jeitos únicos de se explorar os desafios naturais ou da própria modalidade escolhida.

Do rally sem barreiras a corridas em circuitos fechados, com barcos e aviões à tira colo, The Crew 2 estará disponível nas lojas de todo o Brasil na próxima sexta-feira. Espero que seja tudo isso mesmo.

Lista de atalhos

Acesso rápido

Controles do player