The Boys | “É perigoso uma geração inteira esperar por um salvador”, diz showrunner

"Estamos vivendo a distopia mais burra do mundo", disse Eric Kripke

Fernanda Talarico Publicado por Fernanda Talarico
The Boys |

A segunda temporada de The Boys chegou ao final e chamou a atenção do público com os temas importantes que foram abordados, como redes sociais, nazismo e grandes figuras públicas.

Em entrevista ao The Hollywood Reporter, o showrunner Eric Kripke falou sobre a importância de produções como The Boys, que deixam claro o quão prejudicial pode ser para geração acreditar que será salvo por um super-herói.

Eu meio que acredito que é perigoso, não exagerar ou ser dramático, mas é um pouco perigoso treinar uma geração inteira para esperar que alguém forte venha e salve você.

Para ele, a cultura pop acaba condicionando as pessoas da maneira errada. “Acho bom termos uma correção, por menor que seja, para nos dizer: ‘Eles não estão vindo para te salvar. Mantenha a sua família unida e salve-se'”.

Kripke entende que a série é perfeita para o momento, afinal fala exatamente sobre o que os Estados Unidos está vivendo.

Escrevemos [na série] muito sobre o que nos frustra de verdade. Estamos vivendo a distopia mais estúpida do mundo – e por acaso tivemos a sorte de uma série ser a metáfora perfeita para este momento.

Por fim, o showrunner falou especificamente sobre filmes de super-heróis, pois apesar da sátira feita por The Boys, ele é um grande fã das produções da Marvel.

As pessoas podem se surpreender em saber disso, mas sou um grande fã dos filmes da Marvel. A realização dos filmes costuma ser impecável. Na verdade, gosto muito do tom humorístico com que muitos deles são escritos: eles são sarcásticos e rápidos, gosto desse estilo. Meu problema com eles não são os filmes em si, mas com o que há em muitos deles no geral.

As duas temporadas de The Boys estão disponíveis no Amazon Prime Video. A terceira temporada não tem data de estreia anunciada.