Jovem Nerd

NerdBunker

Terry Crews realizou um sonho ao virar um personagem de Crackdown 3 [Entrevista]

Conversamos com o ator sobre sua estreia dentro de um jogo e ele logo mandou um "Te amo, Brasil!"

Terry Crews é um desses casos de atores hollywoodianos que sempre conseguem surpreender com seus talentos ocultos, como com suas habilidades de pintura ou tocando flauta. Mas também pela simpatia. Na nossa entrevista por telefone, ele fez questão de começar a conversa mandando um recado em português para os fãs: “Te amo, Brasil!”

O ator de Brooklyn Nine-Nine e Todo Mundo Odeia o Chris está divulgando seu novo trabalho, como o comandante Jaxon em Crackdown 3, e contou como ser transformado em um personagem do jogo foi um sonho que se realizou graças ao poder da perseverança:

Eu fiz um comercial para o jogo e isso deu um gás para ele. Criou o hype que ele precisava. Mas o que aconteceu é que enquanto estava fazendo o comercial eu fiquei falando “queria estar nesse jogo. Cara, eu queria muito.” E fiquei repetindo isso. E acho que logo eles entenderam o recado. “Sabe de uma coisa… O Terry realmente quer estar nesse jogo?” e respondi: “Quero estar nele agora mesmo.” Deixei claro que estava totalmente disponível para ser um personagem jogável e eles meio que disseram que estavam dispostos a fazer isso acontecer. Eu não podia acreditar, era um sonho se tornando realidade.

Terry Crews em um dos comerciais live action do jogo

Crews é um fã de longa data de videogames que redescobriu a paixão por conta da nova geração de sua família. Segundo ele, o interesse surgiu por volta de 1980, nos arcades. Crews foi ficando mais velho e acabou perdendo contato com os jogos. Mas, depois de assistir ao filho jogar, o ator decidiu montar um PC gamer para entrar no mundo do rebento e chegou até a fazer streamings de algumas partidas.

Aliás, o filho de Crews teve um papel essencial em Crackdown 3. O primeiro nome do personagem, Isaiah, é uma homenagem ao garoto e à conexão que pai e filho têm por conta dos videogames. “O meu filho terá idade para jogar… em breve [risos],” comenta Crews. O Isaiah da vida real tem apenas 12 anos e o game tem classificação indicativa para maiores de 17 anos nos Estados Unidos.

Enquanto isso, o paizão promete que vai se esforçar ao máximo para estar entre os melhores do game. “Garanto que quando Crackdown 3 for lançado, eu vou aprender e vou dominar. Vou ser um gênio do Crackdown 3 quando terminar,” conclui Crews.

Terry Crews é Isaiah Jaxon

É notável que o comandante Jaxon tem muito mais que apenas a aparência de Crews e foi moldado de muitas maneiras para se encaixar também em outras características do ator. E essa não é a primeira vez que algo assim acontece:

Para ser sincero, quando me chamaram para fazer Brooklyn Nine-Nine eles me deram o nome de Terry simplesmente por não existir ninguém como eu. É meio assim com Crackdown 3. É meio “Uau, eu tenho uma personalidade tão distinta que você tem que criar em cima disso” e aceito bem isso. Garanto que vai valer a pena.

Crews é um ator extremamente popular e também muito presente em redes sociais, então não é incomum que os fãs clamem para que ele interprete um determinado personagem. Apesar de se mostrar quase sempre disposto a fazer isso acontecer, ele esclarece que não depende unicamente dele:

É meio estranho porque os fãs meio que exigem certas coisas às vezes, eles escolhem personagem para que eu interprete, como no caso do Jax de Mortal Kombat, também queriam que eu fosse o Doomfist em Overwatch… Algumas dessas coisas acontecem e outras você não tem nenhum controle sobre. Algumas vezes eu deixo claro que topo, que estou disposto a fazer, e se funcionar, se for do interesse de todos e se deixar tudo melhor, vamos fazer.

Todo mundo quer jogar com Terry Crews

O ator, que acabou de realizar seu sonho de estar dentro de um jogo, espera ter mais oportunidades similares. Ele citou um game da franquia Alien como algo que gostaria que acontecesse, mas está aberto a qualquer oportunidade, até mesmo adaptações cinematográficas de videogames, como um filme de Gears of War ou até mesmo de Crackdown.

A importância do jogo para a vida do ator não se limita apenas a algo que ele vai poder aproveitar com o filho. Crews enxerga essa oportunidade como um legado que deixa para futuras gerações da família.

Uma coisa que eu amo de Crackdown 3 é que ele estará aqui para sempre. É uma dessas coisas que vão ficar gravadas e no ano 3500 os meus tatatatataranetos vão poder jogar uma versão retrocompatível do jogo do tatatatataravô deles. Isso é uma nova maneira de deixar sua performance registrada por anos e anos. Eu estou aqui com a franquia Crackdown, quero acompanhá-la até o fim, mas também estou aberto [a propostas] de outros jogos e outras coisas.

É um jeito fofo de encarar cada trabalho e parece que assim como o personagem dele em Todo Mundo Odeia o Chris, ele não tem medo de ter dois (ou mais) empregos — embora tenha uma motivação bem diferente: um legado para seus entes queridos e também para todos os fãs.


Desenvolvido pela britânica Sumo Digital, Crackdown 3 chega em 15 de fevereiro para Xbox One e Windows 10. O jogo também estará disponível no Xbox Game Pass no lançamento. Confira as nossas primeiras impressões.

Lista de atalhos

Acesso rápido

Controles do player