Jovem Nerd - Notícias sobre filmes, séries, HQs, games, animes, ciência, tecnologia e humor, porque rir não faz mal a ninguém!

Finn Wolfhard e Noah Schnapp falam sobre crescimento dos personagens em Stranger Things 4

Em entrevista exclusiva, intérpretes de Will e Mike revelam o que esperar dos novos episódios

Camila Sousa Publicado por Camila Sousa
Finn Wolfhard e Noah Schnapp falam sobre crescimento dos personagens em Stranger Things 4

Era julho de 2019 quando a terceira temporada de Stranger Things foi lançada na Netflix. Os episódios eram situados no verão e mostravam uma leveza até então pouco explorada na série, com Onze (Millie Bobby Brown) e Max (Sadie Sink) aproveitando o dia no shopping e falando que há muito mais na vida do que garotos bobos.

Mas toda essa leveza do começo da adolescência parece ter ido embora em Stranger Things 4, que chega à plataforma no próximo dia 27 de maio. Com os personagens em uma nova fase, e agora divididos em três grupos, a série promete uma temporada mais sombria e cheia de desafios que vão além dos monstros do Mundo Invertido.

Em entrevista exclusiva enviada ao NerdBunker pela Netflix, Noah Schnapp define o novo ano como mais “sangrento” e “pesado”:

“Nada mais se baseia no tempo. Geralmente as temporadas se baseiam em um período de tempo, como verão de 1985, mas essa temporada se baseia nas locações. Temos o nosso grupo em Lenora Hills, o grupo clássico em Hawkins e também o grupo que está na Rússia. Claro que todo mundo se reúne no final, como sempre fazemos em Stranger Things, e é bem legal.”

Nesta temporada, Will Byers terá se mudado para a Califórnia ao lado de Joyce (Winona Ryder) e Onze, para começar uma nova vida após a partida de Hopper (David Harbour). Segundo Schnapp, uma das novas características de seu personagem é tentar proteger todos ao redor, depois das experiências que teve no Mundo Invertido:

“Will já passou por muita coisa ao longo da série. Ele esteve no Mundo Invertido e foi possuído pelo monstro. Nesta temporada, nós finalmente vemos Will vivendo a vida normal que todos desejam para o personagem. Ele ‘segura vela’ para Mike e Onze, mas só porque se preocupa com a segurança dos dois. Depois de tudo o que passou, Will está sempre tentando proteger Onze. Ele não quer que isso aconteça com mais ninguém. (…) Acho muito importante que o Will finalmente tenha uma folga de tudo. No final da terceira temporada, estava todo mundo aos prantos. A separação dos grupos foi triste, mas foi bom ver o Will tendo um descanso.”

Adolescência e RPG

Mike e Dustin com camisetas do Clube Hellfire

Enquanto tudo isso acontece em uma parte da história, na outra, Mike Wheeler está enfrentando seus próprios desafios na adolescência ao lado de Dustin (Gaten Matarazzo) e Lucas (Caleb McLaughlin) em Hawkins. Segundo Finn Wolfhard, o jovem terá novas responsabilidades nos novos episódios:

“Mike fica bem sombrio também, mas o que eu gosto é que nesta temporada ele assume um papel de liderança novamente. É bom, porque nas últimas temporadas ele estava tocando a vida dele. Na temporada 3, ele era um adolescente mais comum. Agora está mais intenso, é um líder e está se encontrando. Acho que nesta temporada ele não tinha como fugir desse lugar de liderança.”

Já na escola, o jovem está confortável em fazer parte do grupo dos “excluídos” e começa a frequentar o Clube Hellfire para jogar Dungeons & Dragons.

“(…) Todo mundo na escola e na cidade acha que eles são adoradores do diabo. Na verdade, é só um bando de nerds e rejeitados que se reúnem depois da escola para jogar RPG. Dustin, Lucas e Mike têm certa admiração por Eddie Munson (Joseph Quinn), o líder do clube, um novo personagem desta temporada. Mike até deixa o cabelo crescer para ficar parecido com Eddie, que é totalmente anarquista. É o cabelo mais radical que o Mike já teve. Ainda tem aquela forma de cogumelo, mas com uma parte mais comprida atrás.”

Mike visita Onze e Will na Califórnia

Mesmo com um tom narrativo diferente, que acompanha o desenvolvimento dos personagens, Wolfhard garante que Stranger Things 4 mantém os elementos que fizeram os fãs se apaixonarem pela série, misturando ação, humor e toques de horror:

“Uma das coisas que os irmãos Duffer fazem melhor é equilibrar vários gêneros. Desde a temporada 1 dá para ver isso. Qualquer pessoa pode entrar na internet e procurar a bíblia que eles criaram para a série. Já dá para ver todas as influências no tom de Stranger Things. A cada ano, eles ficam melhores nesse equilíbrio de vários gêneros. Este ano está sensacional em termos de ação e comédia. Eu acho que os Duffer têm uma carreira secreta como roteiristas de comédia. É um ótimo equilíbrio entre romance, drama de relacionamentos e terror. Eles sabem muito bem como unir esses elementos, e são os gêneros que eles melhor fizeram nesta temporada.”

Stranger Things 4 será dividida em duas partes. A primeira chega à Netflix em 27 de maio, e a segunda será lançada em 1º de julho. Também já foi confirmado que a produção será encerrada no quinto ano.

Mais notícias