Star Wars: Os Últimos Jedi | Cinemas estão alertando sobre cena silenciosa do filme [Atualizado]

Pessoas estão reclamando de problemas técnicos aos cinemas

João Abbade Publicado por João Abbade
Star Wars: Os Últimos Jedi | Cinemas estão alertando sobre cena silenciosa do filme [Atualizado]

[Atualizado às 16h24] Representantes dos cinemas AMC disseram à Variety que os avisos foram tirados dos 660 locais que estavam expostos nos Estados Unidos.

Confira o post original abaixo:


Muitas coisas em Star Wars: Os Últimos Jedi geraram discussões, mas uma cena especifica está gerando controvérsias e diversos cinemas pelo mundo estão colocando avisos para destacar que a tomada não é um erro da projeção, mas sim uma escolha criativa do diretor Rian Johnson.

[Atenção! Spoilers de Star Wars: Os Últimos Jedi abaixo]

A cena em questão é quando a Vice General Holdo se sacrifica pela resistência e parte um Star Destroyer com sua nave na velocidade da luz. O plano da destruição da imensa nave é lento e feito para ser admirado, mas muita gente não está entendendo isso devido ao vazio sonoro: os cinemas estavam recebendo reclamações de espectadores que afirmavam que isso era um erro na projeção. Diversas redes, então, decidiram colocar avisos para que os espectadores já entrem na sala sabendo que a tomada é intencional.

A enorme rede de cinemas dos EUA, AMC colocou avisos alertando sobre a cena em algumas unidades; confira a foto:

Thanks @kevin_church for finding this

Publicado por Paul Scheer em Quinta-feira, 21 de dezembro de 2017

O aviso da placa diz:

“Os Últimos Jedi contém uma sequência em aproximadamente 1 hora e 52 minutos que TODO O SOM para por 10 segundos. Enquanto as imagens continuam na tela, você não vai ouvir nada. Isso foi feito intencionalmente por um efeito criativo.”

Os cinemas brasileiros também entraram nessa e algumas redes estão deixando claro que a cena em silencio “foi feita dentro do projeto criativo do diretor”.

E tem mais essa…

 

Star Wars: Os ÚItimos Jedi é o segundo filme da nova trilogia e continua a saga na galáxia muito, muito distante. O longa já faturou US$ 745,4 milhões.

Confira nossa crítica.

Mais notícias