Tudo sobre o Star Plus, novo streaming da Disney

Saiba quanto vai custar e o que terá na nova plataforma que está chegando ao Brasil

Camila Sousa Publicado por Camila Sousa
Tudo sobre o Star Plus, novo streaming da Disney

O Star+, novo streaming da Disney, está chegando ao Brasil nos próximos dias e, para te deixar preparado para o lançamento, montamos o guia abaixo com as principais informações, links, valores e muito mais. Confira:

O que é?

O Star+ é uma nova plataforma de streaming que faz parte do grupo Disney, mas tem uma proposta diferente do Disney+. Em entrevista ao NerdBunker, Juliana Oliveira, diretora de Direct to Consumer de Star+ e Disney+, falou sobre o conceito do lançamento:

“O diferencial do Star+ é que temos a parte de esportes muito forte, combinada com toda a parte de entretenimento, que são os conteúdos adultos. Costumamos falar que o Disney+ é a nossa plataforma para a família e Star+ é a nossa plataforma para adultos, com conteúdo mais irreverente, mais provocador e achamos que essa combinação será algo certeiro na nossa proposta. Hoje, no Brasil, não há uma plataforma com essa diversidade de conteúdo”.

Quando será lançado?

O Star+ chega ao Brasil em 31 de agosto e o site já está disponível – acesse aqui.

Quanto vai custar?

O Star+ tem três opções de planos, incluindo um combo com o Disney+. A primeira opção é a mensal, pelo valor de R$ 32,90/mês. Já quem optar pelo anual paga R$ 329,90 à vista, gerando um pequeno desconto em comparação com o mensal.

Já quem quiser assinar junto com o Disney+ pode optar pelo chamado Combo Plus, pagando R$ 45,90/mês pela assinatura das duas plataformas. Atualmente, o valor mensal da assinatura avulsa do Disney+ custa R$ 27,90. Logo, dentro do Combo Plus, a nova plataforma sairia pelo valor de R$ 18. Para Juliana Oliveira, o combo também é uma oportunidade de mostrar que as duas plataformas são complementares.

“O Combo Plus é o momento perfeito para deixar claro ao consumidor que, apesar de serem produtos distintos, aplicativos distintos, com públicos-alvo distintos, os dois pertencem à família Disney, à The Walt Disney Company. Acreditamos que o Combo Plus, com o logo dos dois aplicativos, vai facilitar para o consumidor entender: ah, então são dois produtos que pertencem à Disney”.

Durante a coletiva de lançamento, foi confirmado que quem já assina o Disney+ mensalmente e quer o combo, precisa loggar no site do Star+ com o e-mail e senha já criados para o Disney+ e assinar o pacote, pagando apenas a diferença de valor. No Brasil, serão aceitos pagamentos via cartão de crédito, cartão Elo e Mercado Pago.

Quantidade de perfis e dispositivos

Para quem está curioso sobre a parte técnica do Star+, Oliveira afirma que a base tecnológica é a mesma do Disney+, então os usuários vão perceber funcionalidades muito parecidas.

“Cada assinatura poderá ter até 7 perfis, teremos o controle parental, cada conta poderá ter até quatro streamings simultâneos e podem ser conectados até 10 aparelhos. No Disney+, temos o download para assistir offline ilimitado. No caso de Star+, temos essa funcionalidade para até 25 conteúdos em 10 dispositivos. E teremos muito conteúdo em 4K”.

A interface do Star+ será muito parecida com a do Disney+, com abas de Minha Lista e Continue Assistindo, que vai marcar onde cada usuário parou de assistir determinado conteúdo. Além disso, o algoritmo da plataforma vai aprender com as preferências de cada um, recomendando conteúdos semelhantes.

A qualidade de vídeo também é semelhante ao Disney+, entregando o melhor possível de acordo com cada pacote de internet, podendo chegar até 4k e áudio 7.1 Dolby Atmos. Haverá também um controle parental atualizado, com preferências de idade e a criação de um pin.

O que vai ter?

O catálogo do Star+ é mais voltado para o público adulto, com diversas obras que fazem parte do grupo Disney, mas não estão no Disney+. Entre os destaques, estão:

  • This is Us
  • The Walking Dead
  • American Horror Story
  • Mayans M.C.
  • Pose
  • Outlander
  • Genius (da National Geographic)
  • Snowfall
  • 9-1-1
  • Grey´s Anatomy
  • 24 Horas
  • Homeland
  • Modern Family
  • Lost
  • How I Met Your Mother
  • Arquivo X
  • Prison Break
  • Love Victor
  • Os Simpsons (todas as temporadas)
  • Uma Família da Pesada
  • American Dad!
  • Futurama
  • Bob’s Burgers
  • Duncanville
  • Solar Opposites
  • Deadpool
  • Deadpool 2
  • Logan
  • Bohemian Rhapsody
  • O Diabo Veste Prada
  • Alien
  • Duro de Matar
  • O Planeta dos Macacos
  • Busca Implacável
  • Pam & Tommy
  • Marvel’s M.O.D.O.K.

Além disso, a plataforma terá os conteúdos de esporte da ESPN, com eventos ao vivo de campeonatos como CONMEBOL Libertadores, Premier League, LaLiga, NHL, MLB, além de outros esportes, como rúgbi, tênis, golfe, ciclismo, boxe e MMA.

E os conteúdos originais?

Em conjunto com obras já conhecidas dos fãs, o Star+ também terá conteúdos originais, tanto de ficção, quanto documentais. Falando ao NerdBunker, Juliana Oliveira ressalta a importância de investir no mercado local e ajudar no desenvolvimento da indústria:

“Temos 66 produções na América Latina em desenvolvimento agora. Quando somamos as produções de Star+ e Disney+, temos 130, e sempre com o olhar de trazer histórias que são relevantes para a nossa audiência, trabalhando com produtoras e artistas locais, para fomentar também a indústria audiovisual”.

Entre as produções originais da América Latina, já estão confirmados Impuros (3ª temporada), Insânia, Horário Estelar, Pancho Villa: El Centauro del Norte, O Rei da TV, Coppola, o Agente de Futebol e Não foi Minha Culpa, inspirada em histórias reais de feminicídio. Danilo Campos, diretor de marketing do Star+, afirmou que a ideia é também exportar os conteúdos produzidos no Brasil para outros países.

E a parte de esportes?

Juliana Oliveira também detalhou como vai funcionar a parte de ESPN, afirmando que será possível ver quais transmissões ao vivo estão acontecendo naquele momento, e que cada assinante poderá seguir as ligas que deseja acompanhar. “Em termos de experiência do usuário, acreditamos que a plataforma está muito intuitiva”.

Foi confirmado que haverá a narração nacional dos principais eventos esportivos, porém haverá uma priorização, já que o streaming terá muito mais conteúdos do que os canais ESPN. “Os canais lineares têm um limite de horas de produção, por conta das faixas de horário, já com o Star+ passamos a ter mais ESPN, porque tudo o que não conseguimos colocar nos canais lineares, passa a ter espaço”.

“Ao invés de ligar um canal de televisão, que tem um programa atrás do outro, você vai acessar um serviço de streaming que tem os destaques de cada esporte, do que está acontecendo, do que está para acontecer. A lógica não é linear e esse é um dos grandes desafios de marketing, inclusive: é mostrar para as pessoas que existe uma forma nova de consumir esportes”, completa Danilo Campos.

Os eventos esportivos transmitidos ao vivo ficarão disponíveis na plataforma por tempo limitado, mas estendido, e as transmissões terão uma janela de navegação que permitirá voltar para rever os lances das partidas.

Mais notícias