Sony tenta explicar o valor do Playstation 4

Como prometido, a Sony soltou agora à tarde uma nota em seu blog oficial, onde ela explica o valor do Playstation 4 aqui no Brasil. De acordo com o gráfico exibido, mais de 60% do valor vem de impostos e 22% vem do lucro do lojista e da própria Sony Brasil, sendo que empresa abre […]

Mauricio Faccio Publicado por Mauricio Faccio
Sony tenta explicar o valor do Playstation 4

10405289855_070717c291_b

Como prometido, a Sony soltou agora à tarde uma nota em seu blog oficial, onde ela explica o valor do Playstation 4 aqui no Brasil.

De acordo com o gráfico exibido, mais de 60% do valor vem de impostos e 22% vem do lucro do lojista e da própria Sony Brasil, sendo que empresa abre mão do seu lucro para o Playstation 4 sair 250 reais mais barato, caso contrário o console custaria 4.250,00 reais.

Um ponto interessante, de acordo com o gráfico da Sony, o lojista brasileiro arrecada cerca de R$600 por cada Playstation 4 vendido. E como a Sony Brasil recebe o Playstation 4 a $390 e não $399 (seu valor original nos EUA), o que se deduz disso: que o lojista americano arrecada apenas $9 por cada PS4 vendido. Ou seja, uma diferença muito expressiva nos lucros dos varejistas brasileiros e americanos, o que influiu diretamente no valor do PS4 Brasil.

Leia com mais detalhes a explicação da Sony para o valor do console no Brasil:

Há muita confusão e informações imprecisas na cobertura on-line sobre as políticas de impostos de importação do Brasil e sobre o preço de varejo do PlayStation 4, por isso gostaríamos de esclarecer as coisas: dos R$ 3.999, 63% desse valor é destinado para compensar as taxas e impostos que são aplicados ao produto durante o processo de importação. Esses impostos são muitos – precisamos considerar o IPI sobre o preço de distribuidor e PIS/COFINS sobre o preço de varejo, além de outros impostos como ICMS e ICMS-ST.

Outros 15,5% vão para a margem do varejista, e 21,5% para transferência de preço do PS4 (equivalente a USD $ 390).

Em uma entrevista para o site Valor Econômico, Mark Stanley, vice-presidente da Sony Computer Entertainment para a América Latina, disse que planeja montar uma fábrica do console o quanto antes no Brasil, para que o custo do mesmo seja menor:

“Eu não queria que fosse vendida nem uma unidade nesse preço. Por isso vamos trabalhar para ter a fabricação local o quanto antes”

Enquanto a fábrica não chega, o jeito é esperar ou tentar adquirir o console importado que pode custar até a metade do preço do console brasileiro.

Via Playstation Blog e Valor Econômico


Mau Mau: não pode ser!

.

Ei nerd! Siga o Jovem Nerd no Twitter, Facebook, YouTube e Instagram, foi o Azaghal que mandou!

div-ad-vpaid-1
div-ad-sidebar-1
div-ad-sidebar-halfpage-1