“Não entendem o gameplay”, diz Sega sobre críticas ao Sonic Frontiers

Desenvolvedor explicou que o jogo não conta com um mundo aberto

Tayná Garcia Publicado por Tayná Garcia

Os primeiros vídeos de gameplay de Sonic Frontiers, novo jogo do ouriço azul, foram revelados há poucos dias. Mas a recepção não foi tão… calorosa quanto a Sega esperava.

Agora, Takashi Iizuka, atual chefe da Sonic Team, comentou sobre as críticas negativas e defendeu o projeto.

Em entrevista para a VGC, Iizuka explicou que acredita que os fãs “não entendem” o gameplay e estão traçando comparações com jogos já existentes, o que estaria levando todos a conclusões erradas sobre Frontiers.

“Não é tão surpreendente. Percebemos que todos estão apenas reagindo aos vídeos que assistiram e, como eles não entendem o que é essa nova jogabilidade, estão meio que comparando com outros jogos que já conhecem. Então vimos muitas pessoas confusas dizendo: ‘É meio assim, mas não é assim, é assim’.”

Além disso, o desenvolvedor também afirmou que Frontiers não tem um mundo aberto. Em vez disso, o jogo conta com um “sistema de zona aberta”.

“Esse novo sistema é algo que realmente não existe em outros jogos que poderiam ser comparados [ao Frontiers]. Então, realmente esperamos que daqui até o lançamento possamos explicar o que é a jogabilidade de zona aberta”, finalizou Iizuka.

O título será lançado ainda em 2022 para PS4, PS5, Xbox One, Xbox Series X|S, PC e Nintendo Switch.

div-ad-vpaid-1
div-ad-sidebar-1
div-ad-sidebar-halfpage-1