Após documentário polêmico, episódio de Os Simpsons com Michael Jackson será removido

Produtor não acreditava nas acusações contra o músico até ver o filme. Agora ele acha que o cantor tinha um comportamento monstruoso

João Abbade Publicado por João Abbade
Após documentário polêmico, episódio de Os Simpsons com Michael Jackson será removido

Depois da repercussão do polêmico documentário Deixando Neverland, os produtores de Os Simpsons decidiram o retirar das plataformas de streaming o episódio “Stark Raving Dad”, que traz participação especial de Michael Jackson.

Em entrevista ao Wall Street Journal, o produtor executivo da animação, James L. Brooks, confessa que não acreditava nas acusações contra o cantor e foi assistir ao documentário querendo crer que tudo aquilo era mentira. Não foi o que aconteceu e Brooks se surpreendeu com relatos “convincentes e desoladores”. “Me parece a escolha certa a fazer. O filme deu evidências de um comportamento monstruoso”, justifica o produtor.

A decisão de apagar o episódio dos serviços de streaming passou também pela aprovação de outros produtores — incluindo o criador da animação Matt Groening, que também acredita na versão da história contada pelas supostas vítimas em Deixando Neverland.

Os produtores inclusive já tinham pensado em remover o capítulo antes, mas não fizeram isso pois os processos legais contra MJ foram arquivados em 2005 devido a falta de provas. Há quem diga que a ação seja um ato censura; o produtor não concorda e justifica: “Eu sou contra queimar livros de qualquer maneira. Mas esse é nosso livro e a gente está no direito de tirar um capítulo”.

Segundo Brooks, o episódio era como um tesouro para equipe de Os Simpsons, mas eles precisavam removê-lo para mostrar compaixão pelas pessoas supostamente afetadas pelo músico. Eliminar a existência do episódio antigo em plataformas de streaming, transmissões na TV , discos de DVD e Blu-ray é um processo que demorará, mas Brooks garante que a equipe está trabalhando nisso desde já.

“Stark Raving Dad” é o primeiro episódio da terceira temporada de Os Simpsons, que foi ao ar em 1991. Nele, o músico dubla um paciente internado em um hospital psiquiátrico que acredita ser Michael Jackson. Veja um trecho abaixo:

O documentário de Michael Jackson

No auge da sua carreira, Michael Jackson começou uma longa relação com dois garotos — na época com 7 e dez anos — e suas respectivas famílias. Agora com 40 e 36 anos,  James Safechuck e Wade Robson relatam supostas experiências traumáticas da convivência com o astro do pop no documentário de quatro horas.

O próprio trailer (que pode ser visto aqui!) relatos chocantes, como Robson confessando que mentiu sobre sua relação com Michael durante a vida toda. Segundo ele, o próprio cantor pedia para que os garotos não contassem a verdade do que acontecia no rancho de Neverland para suas mães. “Ele me disse que se qualquer um soubesse do que nós estamos fazendo, iríamos para a cadeia pro resto de nossas vidas”.

A repercussão de Deixando Neverland deixou várias represálias negativas para os herdeiros do cantor que morreu em 2009. Um musical com as canções do astro estava em testes e ensaiando para chegar a Broadway em 2020. Com medo da recepção do filme, a família decidiu cancelar as apresentações e a chegada da peça em Nova York.

Dirigido por Dan Reed, o documentário já foi exibido na HBO americana e também no festival de Sundance. As quatro horas de filme são divididas em duas partes — a primeira indo ao ar  no Brasil em 16 de março, às 20h, e a parte final no dia seguinte, também às 20h, na HBO.