Cena de Simplesmente Amor foi “absolutamente um inferno” de gravar, diz Hugh Grant

O ator contou que não ensaiou o momento icônico no qual o personagem dança sozinho pela casa

Fernanda Talarico Publicado por Fernanda Talarico
Cena de Simplesmente Amor foi

A cena em que Hugh Grant dança sozinho em Simplesmente Amor se tornou um dos maiores clássicos do cinema. Mas, para o ator, este icônico momento da comédia romântica foi “absolutamente um inferno”.

Em um vídeo exclusivo da Variety, Grant falou sobre o filme junto ao diretor Richard Curtis e ao colega de elenco Colin Firth.

O ator viveu o Primeiro Ministro da Inglaterra no longa, mas explicou que não ensaiou este momento específico, o que acabou atrapalhando a perfomance, tornando a gravação muito difícil.

“Eu estava com medo de gravar e Richard [Curtis], com o dia de gravar chegando, dizia: ‘não seria melhor ensaiar a cena da dança?’, e eu: ‘não, não vou ensaiar isso’, então nunca ensaiei.”

Para Grant, foram algumas coisas específicas que atrapalharam a filmagem.

“E aí, no dia, imagine só: você é um inglês rabugento de 40 anos, às 7 horas da manhã, você estava totalmente sóbrio e dizem ‘Ok, Hugh, agora se você pudesse enlouquecer, por favor…’.”

Colin Firth, por sua vez, lembra que Hugh Grant fez uma grande bagunça por causa do momento, mas mesmo assim, todos adoraram a cena, tornando este um dos pontos altos do filme.

Richard Curtis confirmou que o ator “odiou a dança” e, ao final do vídeo, Grant diz: “foi absolutamente um inferno”.

Veja a cena em questão abaixo.

Simplesmente Amor é um filme de 2003 dirigido por Richard Curtis e traz a história de diversos personagens que mudam suas vidas depois de conhecerem o amor.