Séries da Marvel na Netflix foram canceladas por conta do custo-benefício

Diferenças criativas desgastaram a parceria

Cesar Gaglioni Publicado por Cesar Gaglioni
Séries da Marvel na Netflix foram canceladas por conta do custo-benefício

Com o cancelamento de Jessica Jones e O Justiceiro, a parceria Marvel/Netflix, iniciada em 2015, chegou ao fim.

O THR publicou uma reportagem que explicou os motivos do cancelamento, e, no fim das contas, tudo se resume a custo-benefício. A Netflix nunca teve os direitos integrais dos personagens da Marvel, e precisava pagar uma taxa de licenciamento a cada nova temporada. O valor foi aumentando exponencialmente, e os gastos ficaram maiores que os rendimentos.

O aumento no valor se deve ao fato de que a Disney está fazendo de tudo para ter controle total de suas propriedades intelectuais, visando o catálogo do vindouro serviço de streaming Disney+. Além disso, a reportagem deixa claro que diferenças criativas também desgastaram a parceria — um exemplo disso é o fato de que a Netflix queria diminuir as temporadas de 13 para 10 episódios cada, mas foi impedida pela Empresa do Mickey.

Os cancelamentos das séries Marvel/Netflix começaram no segundo semestre de 2018, com Luke Cage e Punho de Ferro sendo descontinuadas. Semanas depois, foi a vez de Demolidor ir para a geladeira.

As séries Marvel/Netflix continuarão no catálogo da plataforma por tempo indeterminado.