Saiba a provável razão pela saída de Aronofsky de The Wolverine

Não é novidade que a Fox gosta de meter o bedelho nos filmes de franquias. Matthew Vaughn já reclamou de ter que adiantar todas as filmagens de X-Men: First Class por pressão da Fox. Wolverine Origens também sofreu de um adiantamento. X-Men 3? Também. O primeiro X-Men, então? Pode apostar. Ontem, os nerds receberam a […]

Stephan Martins Publicado por Stephan Martins
Saiba a provável razão pela saída de Aronofsky de The Wolverine

Não é novidade que a Fox gosta de meter o bedelho nos filmes de franquias. Matthew Vaughn já reclamou de ter que adiantar todas as filmagens de X-Men: First Class por pressão da Fox. Wolverine Origens também sofreu de um adiantamento. X-Men 3? Também. O primeiro X-Men, então? Pode apostar.

Ontem, os nerds receberam a inacreditável bomba, de que o renomado diretor Darren Aronofsky está fora de The Wolverine. A declaração do diretor, foi que ele não gostaria de passar um ano longe da família. Mas por mais que isso tenha uma grande razão (ele está separado de Rachel Weisz, mas os dois criam juntos seu filho de 5 anos em Nova York), muita gente não se convenceu.

ATENÇÃO: AS INFORMAÇÕES ABAIXO PODEM NÃO SER TOTALMENTE VERÍDICAS E/OU NÃO FORAM CONFIRMADAS!

De acordo com uma fonte segura do CinemaBlend (que soube das brigas entre Favreau e a Marvel Studios meses antes da saída do diretor de Homem de Ferro), Aronofsky queria total controle sobre o filme. A Fox não quis.

Há anos, Aronofsky queria dirigir um filme de história em quadrinhos. Antes mesmo do projeto dos Batman de Christopher Nolan, ele pensou em como seria uma adaptação sua do Homem-Morcego. Mas uma coisa é certa: ele, como um diretor que sabe o que faz, precisaria de 100% de controle sobre as gravações (algo que Nolan conquistou com a Warner Bros.).

Sabendo do histórico da Fox com os filmes anteriores de X-Men, Darren não assinou contrato algum de antemão. Ele esperou o momento certo — seu último filme, Cisne Negro, ser indicado como Melhor Filme no Oscar, além de garantir uma vitória como Melhor Atriz para Natalie Portman –, e pediu: “Eu quero total controle sobre o filme”. Em vez disso, a Fox ofereceu a ele mais dinheiro. Ele recusou, e insistiu. Os produtores, então, disseram que ele poderia sair se quisesse.

E foi justamente isso que ele fez.

As esperanças de um Wolverine de verdade, através das mãos de Darren Aronofsky, eram grandes. Mas o sentimento de muitos é “é melhor nem ter, do que acabar como os outros filmes”.

Via CinemaBlend


Stephan Martins
Stephan Martins só tem uma palavra para Aronofsky.

.

div-ad-vpaid-1
div-ad-sidebar-1
div-ad-sidebar-halfpage-1